A Secretaria Estadual de Estado de Saúde (SES) divulgou nesta segunda-feira (16) em seu boletim epidemiológico que 10.051 casos suspeitos de febre chikungunya são investigados atualmente no Estado. A maioria está concentrada na região do Vale do Aço. Duas mortes supostamente provocadas pela doença estão sendo analisadas.

No ano passado, a SES confirmou 15 mortes em decorrência da chikungunya – 12 delas em Governador Valadares, no Rio Doce. Ainda de acordo com a pasta, 13 pessoas que faleceram tinham mais de 65 anos – a média de idade das vítimas é de 74,4 anos. A maior parte dos óbitos foi registrada no primeiro trimestre.

A febre chikungunya é causada por um vírus e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue. Os sintomas das duas doenças são parecidos: o paciente apresenta mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia, entre outros. No entanto, a chikungunya afeta também articulações com inflamações e fortes dores. 


Comments are closed.