Uma briga de casal terminou de forma trágica na noite deste domingo (15), na pequena cidade de Ibiraci, no Sudeste de Minas. De acordo com a Polícia Militar, a faxineira de 40 anos contou que assassinou o marido a facadas depois de descobrir que ele havia vendido as roupas íntimas dela para comprar pinga. Ela alegou ainda que a vítima, de 41 anos, também havia pegado os documentos pessoais dela.

O crime aconteceu na casa onde eles moravam, depois que ambos chegaram da Queima do Alho, tradicional festa de Ibiraci. Durante a discussão, a faxineira pegou uma faca e apunhalou a vítima, que trabalhava como lavrador na cidade.

Depois de ferir o homem, ela correu até a casa dos fundos, no mesmo terreno, onde a família dele morava, pedindo que eles acionassem o socorro. Uma ambulância do hospital municipal foi enviada até o local, mas o lavrador já estava morto.

Continua após a publicidade

Percebendo a gravidade da situação, os socorristas chamaram a polícia. Os militares chegaram ao local e encontraram a mulher, que de imediato assumiu a autoria do crime e contou que vinha sofrendo com o alcoolismo do marido. Ela foi presa e encaminhada para a delegacia de plantão da cidade.


Comments are closed.