A Comissão Municipal de Trânsito está sendo realizado a sinalização horizontal de ruas e avenidas em Capinópolis. Os bairros da cidade estão ganhando a sinalização horizontal e, a partir de princípio de agosto, o centro da cidade terá a implantação de sinalização, tanto vertical quanto horizontal, quando será implantada a mão única de direção, desde a Avenida 95, até a Avenida 113 e desde a Rua 92 até a Avenida Névio Franco de Morais, permanecendo inalterado apenas as Avenidas 101 e 113, que têm pista dupla e a Avenida 99, que terá mão dupla de direção.

A decisão de mudar o sentido de direção do centro da cidade foi decidida em audiência pública realizada no princípio do ano na Câmara Municipal, com aprovação por unanimidade de todos os presentes.

“Nós devemos reconhecer a disposição do prefeito Cleidimar Zanotto e do vice-prefeito Jaisson, que atenderam a nossa reivindicação de recursos para esta obra, tendo em vista a necessidade de regularizar o trânsito de Capinópolis”, disse o vereador Edwardão, um dos representantes do Poder Legislativo na Comissão de Trânsito.

Continua após a publicidade

“A empresa está pintando toda a parte branca da sinalização e, em seguida, voltará pintando a faixa amarela, por questões de lógica, tendo em vista que o equipamento de pintura precisa ser lavado para se mudar a cor da tinta e, outra coisa, não está utilizando tinta quente, que é aquela emborrachada, pois para utilizá-la os recursos não seriam suficientes, devido ao  custo”, disse a secretária de planejamento do município Lussane Pricinoti.

Foto: Paulo Braga

O vice-prefeito Jaisson destacou que o município estará adaptando o equipamento da Secretaria de Obras, adequando à Legislação de Trânsito, para que as próximas pinturas possam ser realizadas pela própria equipe da secretaria.

“É um investimento caro que o município está fazendo, com recursos próprios, com a finalidade de regularizar o trânsito de Capinópolis que sempre foi alvo de reclamações dos motoristas, principalmente dos visitantes”, destaca Jaisson.

Foto: Paulo Braga

Comments are closed.