Hélio Bicudo morreu aos 96 anos

O jurista Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT (Partido dos Trabalhadores) e um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, morreu nesta terça-feira (31), aos 96 anos. Bicudo, que estava em sua casa, nos Jardins, atravessava uma série de complicações cardíacas.

Ao lado de Miguel Reale Jr. e Janaina Paschoal, ele elaborou a peça que embasou o pedido de impeachment da então presidente no Congresso.

Nascido em 1922, em Mogi das Cruzes, Hélio Bicudo foi professor de Direito da USP. Foi um importante militante dos direitos humanos desde os anos 1970, e se notabilizou pelo combate, naquela época, ao Esquadrão da Morte, que agia em São Paulo.

Continua após a publicidade

Em sua carreira passou pela Procuradoria Geral em SP, foi presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, duas vezes deputado federal e, entre 2001 e 2004, foi vice-prefeito paulistano na gestão de Marta Suplicy. Também participou da gestão de Luiza Erundina, de quem foi secretário dos Negócios Jurídicos.

Deixa sete filhos e estava viúvo desde março passado, quando faleceu sua mulher, Déa.

Com Estadão


Comments are closed.