Grande público compareceu à Câmara Municipal de Capinópolis

Ao completar 45 dias de funcionamento do Serviço de Atendimento Médico de Urgência —SAMU—, a equipe técnica se reuniu com a comunidade visando discutir a importância do serviço. A audiência pública ocorreu na última segunda-feira (20) na Câmara Municipal de Capinópolis.

O consultor técnico do CISTRI, ex ministro da saúde do governo Lula — Alexandre Padilha—, destacou a importância do SAMU, que já teve mais de 15 mil solicitações com mais de quatro mil atendimentos neste período.

___ O texto continua após a publicidade ___

Kelly Barros, diretora de atenção hospitalar do SAMU afirmou que nestes 45 dias foram superadas todas as expectativas, agradecendo a competência de toda a equipe.

O secretário executivo do SAMU, Rodrigo Alvim, disse que a análise é de sucesso, tendo sido superadas todas as expectativas. “Com a ajuda dos secretários de saúde, dos prefeitos, coordenação e equipe de atendimento, conseguimos garantir o sucesso. Minas saiu na frente dos demais estados com a iniciativa de levar o SAMU para as pequenas cidades. Hoje, 70% da população de Minas é coberta pelo SAMU”, arrematou Alvim.

Uberlândia optou pela não implantação do  SAMU

Um dos motivos alegados por Uberlândia para não integrar o SAMU foi de que o Hospital de Clínicas teria um volume muito grande de encaminhamentos, porém, nestes 45 dias foram encaminhados apenas 5% dos casos.

Fernanda Lima, coordenadora do Núcleo de Educação Permanente repassou os números de atendimentos realizados nestes 45 dias.

O secretário de saúde de Ituiutaba, Dr Elias Hércules, destacou a importância da UTI móvel dentro do SAMU, afirmando que considera a inauguração do SAMU como a maior conquista da Região.

Ualysson Carvalho, prefeito de Canápolis, parabenizou o prefeito de CapinópolisCleidimar Zanotto—, afirmando a sua alegria pelo SAMU porque realmente valeu a pena. Lembrou as dificuldades para conseguir lograr êxito nessa luta, mas a união dos prefeitos foi fundamental. “Se tivesse salvado uma vida já valeria a pena, mas sabemos que muitas foram salvas”, disse Ualysson.

O prefeito Cleidimar Zanotto destacou o grande avanço da saúde em Capinópolis graças ao SAMU. “Compensa o investimento que o município está fazendo ao aplicar 0,30 centavos por habitantes/mês. A semente está plantada e os frutos a população está colhendo. Valeu a pena. Nós faríamos tudo de novo, se fosse preciso, para ter um atendimento tão importante para nosso povo e para o povo de toda a região”, disse Cleidimar.

Prefeito Cleidimar diz que valeu a pena a chegada do SAMU

Foram sanadas várias dúvidas, com destaque para o questionamento da presidente do Conselho Municipal de Saúde de Capinópolis, Isabela Borges, a respeito da preocupação com a continuidade dos repasses pelo Governo de Minas para a manutenção do SAMU, tendo sido respondida pelo representante do Governo, Joédis Marques, que fez questão de tranquilizar a todos, uma vez que o Estado já quitou mais de 90% dos custos para implantar o SAMU, e que desde a criação, todos os SAMUs de Minas Gerais estão funcionando perfeitamente, e que o do Triângulo Norte, com certeza, é uma realidade.

Ex ministro Alexandre Padilha, consultor técnico do SAMU

Comments are closed.