Apresentação da Escola de Música abrilhantou a comemoração aos 56 anos de Cachoeira Dourada (MG)

A fanfarra da Escola de Música Vicente de Paula Fontoura, em Capinópolis, se apresentou na última sexta-feira (31) em Cachoeira Dourada (MG). A fanfarra abrilhantou a comemoração de aniversário de 56 anos de emancipação política da linda Cachoeira Dourada.

“É possível perceber a motivação e interesse dos alunos em representar Capinópolis. Esse movimento é de influência também na formação de nosso alunos que exercitam papéis com cidadania. Nós da Escola de Música ficamos imensamente satisfeitos em demonstrar o trabalho desenvolvido com nossas crianças”, disse a diretora da escola de música, Lisiane Monteiro.

Canções como “Anunciação”, “Cheguei”, “Asa Branca” e claro, “Parabéns à você” foram orquestradas pela fanfarra. O repertório ensaiado pelos músicos é atual, conquanto, não deixa de lado os grandes clássicos da música popular.

Continua após a publicidade

Os quarenta e um músicos se apresentaram com o novo uniforme da fanfarra e demonstraram entrosamento durante a apresentação.

Idealizada pela diretora Lisiane Monteiro e pelo instrutor musical Dione Gonçalves, a fanfarra é um projeto cultural que pretende levar a música como forma de expressão à toda região.

“[o objetivo é] reavivar a escola de música pensando nos detalhes – com uniforme, repertório e qualidade. Em contrapartida, encontramos alunos expressamente interessados”, disse Lisiane, que faz questão de reconhecer o trabalho da equipe – “vale ressaltar que as liras é um trabalho desenvolvido também com o apoio da professora Vanessa Batista”.

Músicos após a apresentação em Cachoeira Dourada

A MAGIA DA MÚSICA

A fanfarra da Escola de Música Vicente de Paula Fontoura é ousada e quer influenciar positivamente as comunidades impactadas pelo projeto.

Apaixonada pela música, Lisiane Monteiro transcende seus sentimentos ao falar da magia proporcionada pela música.

“Falar de música é falar de emoção e toda vez que falamos em emoção, experienciamos o humano. Com a arte e a música, temos a possibilidade de transformar este humano, a pessoa, de forma singular. Levar música e arte é um privilégio… Fazer música é mágico”, pontuou Lisiane encantada.


Comments are closed.