Cerca de 4,9 kg de maconha foram apreendidos na casa de um suspeito — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Dois ladrões roubaram R$ 53 mil que seriam depositados em um banco por dois funcionários de um posto de combustíveis nesta segunda-feira (17) em Uberaba. Posteriormente, um jovem de 27 anos foi detido e reconhecido pelas vítimas. O outro envolvido no crime ainda não foi encontrado e nem a quantia levada foi recuperada.

Os funcionários do posto contaram à Polícia Militar (PM) que, assim que se aproximaram da agência bancária para depositar o dinheiro, foram abordados por um indivíduo armado, que mandou que eles entregassem a mochila com a quantia.

Assim que pegou o dinheiro, o assaltante correu até a esquina da Avenida Barão do Rio Branco, onde um comparsa o aguardava em uma motocicleta. Porém, segundo o relato dos funcionários, no momento que corria, o ladrão deixou cair um celular e uma carteira com vários documentos.

Continua após a publicidade

A PM recolheu os objetos e pelo nome nos documentos foi atrás do suspeito que, segundo o boletim de ocorrência, tem passagens recorrentes por tráfico de drogas e roubo.

Ao perceber os militares a presença dos militares na porta de casa, o rapaz tentou fugir, mas não conseguiu porque o quarteirão estava cercado. Após autorização, a PM fez buscas no imóvel e encontrou cerca de 4,9 kg de maconha e uma motocicleta parecida com a que foi usada no assalto.

Segundo a PM, o jovem disse que era proprietário da droga, mas que não tinha nenhuma relação com o roubo dos R$ 53 mil. Ele também alegou que não sabia como a carteira com os documentos pessoais dele e como uma motocicleta parecida com a dele estavam no local do crime.

As vítimas foram chamadas ao local da abordagem e reconheceram o rapaz como sendo um dos envolvidos no assalto. Ele foi detido por tráfico de drogas e por roubo e foi encaminhado à Delegacia de Plantão da Polícia Civil. A ocorrência foi acompanhada pelos pais e pelo advogado dele.

A PM informou que fez rastreamentos para encontrar o segundo envolvido.

G1


Comments are closed.