Homem teria confessado o assassinato (foto: PMMG)

O jovem de 20 anos que é suspeito de espancar uma criança até a morte em Araxá vai responder por homicídio qualificado e pode pegar até 30 anos de prisão.

A informação foi dada pela Polícia Civil durante entrevista do delegado responsável pelo caso, Vitor Hugo Heisler ontem, quinta-feira (20).

“Inicialmente ele alegou que a criança havia se engasgado (…), mas a necropsia constatou que ela estava com o estômago vazio e que as vias respiratórias não estavam obstruídas. Além disso, essa criança teve lesões pelo corpo todo, tinha uma costela quebrada, lesões nos pulmões, fígado e rins”, contou.

Continua após a publicidade

A menina de dois anos foi morta na noite desta terça-feira (18) pelo namorado de uma irmã da criança. A princípio, a polícia declarou que ele namorava uma tia, mas a instituição corrigiu a informação na tarde desta quinta-feira (20).

Após cometer a agressão, o rapaz deixou a criança na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade e contou a versão de que ela havia se engasgado.

O crime

A equipe médica da UPA, que atendeu a paciente, achou a situação estranha e comunicou à Polícia Militar (PM) que, por sua vez, chamou a perícia técnica da Polícia Civil.

Uma necropsia realizada nessa quarta-feira constatou que a criança morreu devido a lesões internas, com provável hemorragia.

O delegado disse que o suspeito confessou o crime. “Quando ouvido na delegacia, inclusive na presença de testemunhas, ele confessou esse crime e alegou como motivação a perturbação que ele estava sofrendo, porque a criança estava chorando”, concluiu Heisler.

O homem está no Presídio de Araxá.


Comments are closed.