(Nova York – EUA, 24/09/2018) Presidente da República Michel Temer durante visita a Bloomberg em Nova York
Foto: Cesar Itiberê/PR

O Partido dos Trabalhadores (PT) — que tem o líder Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente que agora está na prisão— tem a chance de alcançar a fase de segundo turno das calorosas eleições brasileiras, disse o atual presidente Michel Temer à Bloomberg em Nova York.

As políticas domésticas estão divididas em extremos que incluem um conservador de direita que apela a grande parte da sociedade e o potencial retorno do Partido dos Trabalhadores de esquerda ao poder, disse Temer segunda-feira. Essa divisão não é necessariamente negativa, disse Temer, pois torna mais fácil para os eleitores decidirem.

Temer assumiu o poder depois que a sucessora de Lula, Dilma Rousseff, sofreu um processo de impeachment em 2016 por quebrar as leis fiscais —ato contestado por muitos que alegam que Dilma sofreu um golpe parlamentar. Temer, que havia sido vice-presidente de Dilma, foi marcado por muitos da esquerda como traidor e golpista. 

Continua após a publicidade

Dois anos depois, o Partido dos Trabalhadores tem uma chance de retorno. Seu candidato, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, é o segundo nas intenções de voto e provavelmente chegará ao segundo turno.

Na entrevista, Temer prometeu retomar os esforços para aprovar uma reforma do sistema de pensões do país. Ele disse que é possível fazer alguns avanços entre as eleições e o fim de seu mandato no final do ano.

Ele também disse que seu discurso para a Assembleia Geral das Nações Unidas que este ano será marcado pelo otimismo sobre a economia brasileira. O Brasil tem fortes reservas internacionais que o protegem do contágio da Argentina e aversão ao risco em direção a mercados emergentes, além de baixa inflação, recuperação da economia e crescimento do emprego. Ninguém será capaz de desfazer as reformas que foram feitas, disse ele.

Fonte: Bloomberg / Tradução: Tudo Em Dia


Comments are closed.