Atenção: As informações abaixo —inclusive a versão dos envolvidos— constam no boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar

Uma mulher de 47 anos foi esfaqueada no braço após início de uma discussão política na noite do último domingo (7). O fato ocorreu por volta das 21h15 na Avenida 1º de Agosto, no bairro São João em Capinópolis.

O suspeito da agressão é um jovem de 21 anos —vizinho da vítima.

Continua após a publicidade

Segundo relatos do autor da agressão —colhidos durante depoimento aos policiais militares—, ele estava na esquina bebendo refrigerante, quando foi questionado sobre as eleições que ocorreram durante o dia. De acordo com o jovem, a vizinha de 47 anos começou a xingar a cunhada dele e uma confusão entre as pessoas que estavam no local teve início. A mulher de 47 anos voltou com um podão na mão e ele arremessou a faca em sua direção.

O jovem não explicou por que tomava refrigerante armado com uma faca.

A versão da vítima é diferente. Segundo a mulher, ela estava sentada na calçada, quando teve início uma discussão entre ela e o jovem de 21 anos. Ainda de acordo com a mulher, o jovem lançou a faca com objetivo de acertar o marido dela, porém, ela acabou sendo ferida.

A faca atingiu o braço da vítima. A Polícia Militar (PM) foi acionada e compareceu ao local.

A viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência —Samu— foi acionada e encaminhou a vítima até o pronto atendimento local, onde foi atendida e medicada.

A PM deu início a rastreamentos para localizar o autor da facada. O jovem foi localizado e preso quando estava na Praça João Moreira de Souza, no Centro da cidade.

A esposa do autor, 34 anos, compareceu ao 5º Pelotão PM e confirmou a versão do jovem.

No último domingo (7) foram realizadas eleições gerais em todo o Brasil. Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) irão disputar o segundo turno da eleição presidencial.

Um verdadeiro clima de ódio e revolta tomou conta do país nos últimos tempos —o país está dividido e um clima de intolerância toma conta das ruas e das redes sociais. O próximo presidente —que será eleito no dia 28 de outubro— tem a missão de pacificar o Brasil.


Comments are closed.