Romeu Zema (NOVO) e Antonio Anastasia (PSDB), candidatos ao governo de Minas Gerais (Fred Magno/O Tempo/Folhapress - Facebook/Reprodução)
Romeu Zema (NOVO) e Antonio Anastasia (PSDB), candidatos ao governo de Minas Gerais (Fred Magno/O Tempo/Folhapress – Facebook/Reprodução)

O Datafolha divulgou pesquisa eleitoral para o governo de Minas Gerais nesta quinta-feira (18). Segundo o instituto, Romeu Zema (Novo) lidera com 71% dos votos válidos e o senador Antonio Anastasia (PSDB) aparece com 29%.

A margem de erro da pesquisa eleitoral é de 3% para mais ou para menos. A pesquisa foi encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela TV Globo —foi registrada no TSE com o número MG-07552/2018.

Na contagem dos votos válidos são eliminados os votos em branco ou nulos e os indecisos —este é o método que a Justiça Eleitoral contabiliza e divulga o resultado da eleição.

Continua após a publicidade

Considerando o total de votos, Zema tem 58% das intenções de voto e Anastasia, 24%. Brancos e nulos somam 10% e indecisos, 9%.

O empresário Romeu Zema também lidera tanto entre eleitores de Jair Bolsonaro (PSL) como entre eleitores de Fernando Haddad (PT) em Minas.

O empresário Zema também vence tanto entre católicos, como entre evangélicos.

A pesquisa foi feita nos dias 17 e 18 de outubro com 1.473 pessoas em 73 cidades.

Zema conquistou mais eleitores do governador Fernando Pimentel (PT), terceiro colocado. O PT se manteve neutro na disputa em Minas no segundo turno. Entre os que votaram no petista no primeiro turno, 66% declararam voto no empresário e 34% no tucano.

Segundo a pesquisa, 37% dos que votaram em Anastasia no primeiro turno, declararam voto em Zema no segundo. Conquanto, apenas 9% dos que declararam votos no candidato Zema no primeiro turno, migraram para Anastasia.

O empresário lidera em todos os segmentos sociodemográficos e tem melhor desempenho no interior do que na capital e entre os municípios médios e pequenos do que entre os com mais de 500 mil habitantes.

DECISÃO

Três em cada dez eleitores mineiros (29%) declararam que decidiram o voto para governador no fim de semana da eleição, desses, 11% decidiram na véspera e 18% no dia da eleição.

Uma parcela de 16% decidiu o voto para governador uma semana antes da eleição; 14%, 15 dias antes da eleição e 42% pelo menos um mês antes do pleito.

Entre os eleitores de Zema no 1º turno, 12% decidiram o voto na véspera da eleição e 9% no dia da votação. Já, entre os eleitores de Anastasia, os índices foram, respectivamente, 9% e 13%.

Para as duas vagas ao Senado, a taxa de eleitores mineiros que decidiu o voto no fim de semana da eleição é mais alta: 12% na véspera e 24% decidiram no dia do pleito.

Uma parcela de 17% decidiu o voto para senador uma semana antes da eleição; 12%, 15 dias antes da eleição e 35% pelo menos um mês antes da eleição.


Comments are closed.