Início Notí­cias Capinópolis Listas pejorativas causam polêmica em Capinópolis e caso vai parar na Justiça

Listas pejorativas causam polêmica em Capinópolis e caso vai parar na Justiça

Várias vítimas já registraram ocorrência na Polícia Civil da Comarca de Capinópolis. O delegado de polícia, Dr. Cleiton Viana, cedeu entrevista ao Tudo Em Dia e falou sobre o caso.

Publicada em:

ASSISTA À REPORTAGEM

Os aplicativos de mensagens instantâneas são grandes aliados para comunicação das pessoas, entretenimento e negócios. Mas quando não são bem utilizados, podem causar graves transtornos e é isso que vem acontecendo na cidade de Capinópolis, no Triângulo Mineiro.

Continua após a publicidade

Várias listas com o objetivo de atacar a reputação das pessoas estão circulando em um aplicativo de mensagens instantâneas. O crime vem causando apreensão e muitos transtornos.

As listas — que fazem ilações sobre pessoas infiéis, maus pagadores, homossexuais e pessoas com suposta vida sexual promíscuas — tem o objetivo único de assassinar as reputações das vítimas. Um ato criminoso que foi parar na Justiça.

Várias vítimas já registraram ocorrência na Polícia Civil da Comarca de Capinópolis. O delegado de polícia, Dr. Cleiton Viana, cedeu entrevista ao Tudo Em Dia e falou sobre o caso.

Segundo o delegado, já há suspeitos sendo investigados. “Na verdade, essas informações chegaram ao nosso conhecimento ontem [19], no final da tarde. Hoje, pela manhã, recebemos algumas vítimas aqui na delegacia e imediatamente nós acionamos nosso laboratório de informática —que fica em Belo Horizonte. Nós já temos alguns suspeitos”, disse o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, não há necessidade que todas as vítimas procurem a Polícia Civil neste momento. “Nós já temos todos os nomes, praticamente, do que constam nas listas. A medida que as coisas forem avançando, nós vamos fazer contato com essas pessoas para que elas venham prestar o seu depoimento”, pontuou Dr. Cleiton Viana.

Qualquer informação pode ser fornecida à Polícia Civil de forma anônima via telefone 181.

 


Comments are closed.