MP em Capinópolis está recebendo denúncias de possíveis vítimas do médium João de Deus

Médium João de Deus na Casa Don Inácio (Foto: Reprodução)
Médium João de Deus na Casa Don Inácio (Foto: Reprodução)

As recentes denúncias contra o médium João Teixeira de Faria — mais conhecido como João de Deus—, chocaram pessoas no Brasil e em outros países. João de Deus é acusado de abuso sexual por centenas de mulheres.

O médium — visto como um enviado de Deus para curas— era adorado muitos e ‘blindado’ pelo status de celebridade ungida por um poder divino.

João de Deus realiza cirurgias em um local conhecido como ‘Casa Dom Inácio’ em Abadiânia, no interior do Estado de Goiás.

As denúncias de abusos sexuais por parte do religioso são antigas, no entanto, nunca prosperaram. Recentemente, vítimas acusaram João de Deus no programa de entrevistas ‘Conversa com Bial’ da Tv Globo. Desde a veiculação da programa de tv, mais de 300 mulheres já denunciaram o médium ao Ministério Público.

João de Deus nega as acusações.

Abadiânia fica há aproximadamente 295km da divisa com o Triângulo Mineiro. Devido à proximidade, o Ministério Público de Capinópolis (MG) — que fica a cerca de 379Km de distância de Abadiânia (GO)— acredita que possam haver vítimas de João de Deus na região.

O Ministério Público de Minas Gerais — MPMG— vem sendo procurado por mulheres possíveis vítimas dos abusos sexuais do médium. As denúncias recebidas estão sendo enviadas ao Ministério Público de Goiás.

Segundo a promotora de Justiça da Comarca de Capinópolis — Dra. Maria Carolina da Silveira Beraldo— as vítimas podem apresentar as denúncias sem constrangimentos. “Tendo em vista que o assunto é delicado, para evitar eventuais constrangimentos, eu posso atender como a pessoa [vítima] se sentir mais confortável. Ela [vítima] pode marcar hora para atendimento pessoal, pode comparecer sem marcar hora na sede do MP, no Fórum”, esclareceu a promotora. A sede do Ministério Público da Comarca de Capinópolis fica instalado no Fórum Odovilho Alves Garcia, na Avenida 111, entre as ruas 100 e 102 — o telefone para agendar atendimentos ou solicitar informações é (34) 3263-2090.

Dra. Maria Carolina da Silveira Beraldo (Foto: Tudo Em Dia)
Dra. Maria Carolina da Silveira Beraldo durante entrevista ao Tudo Em Dia sobre o programa de vídeo monitoramento em Capinópolis, Minas Gerais (Foto: Arquivo/Tudo Em Dia)

Uma verdadeira força tarefa nacional da Justiça brasileira está empenhada em auxiliar as vítimas e esclarecer os fatos. “Não há prazo específico, mas como é uma força tarefa nacional, é importante que [as vítimas] deem seus relatos o quanto antes”, pontuou a Dra. Maria Carolina da Silveira Beraldo.

JOÃO DE DEUS É ACUSADO DE ABUSOS SEXUAIS PELA PRÓPRIA FILHA

A filha do médium também acusa o pai de abusos. Dalva Teixeira, 49 anos, afirma que foi abusada sexualmente dos 10 aos 14 anos.
De acordo com publicação do jornal O Globo, Dalva conta que, na ocasião, o pai a mandou ficar nua e passou o pênis por todo seu corpo. Os abusos aconteceram até seus 14 anos, quando ficou grávida de um funcionário de João e foi espancada pelo médium, a quem chama de “monstro”, por conta disso.

PEDIDO DE PRISÃO

A Justiça aceitou nesta sexta-feira (14) o pedido do Ministério Público de Goiás e determinou a prisão do médium João de Deus, 76, por suspeita de ter abusado sexualmente de mulheres durante atendimentos espirituais.

O 13º salário do funcionalismo público está sendo pago hoje (14/12)

Daiane de Paula

Biquíni Bronze: nova tendência para o verão para quem quer a marquinha de biquíni perfeita