Feijoada solidária em favor do bebê Henrique será realizada no próximo domingo em Capinópolis


A feijoada solidária em favor do pequeno Henrique será realizada no próximo domingo (23) no Capinópolis clube. Todos os recursos oriundos do evento serão destinados para o tratamento do bebê.

O valor do ingresso é de R$25,00 por pessoa — crianças com até 6 anos de idade não pagam. 

A feijoada solidária contará com participação de artistas conhecidos do público regional. Os influentes, Negro Ton, Leidmila Acústico, Thiago Acústico, Dj GSM e Humbertinho e Alessandro vão animar o público.

Artistas de renome nacional como Mateus — da dupla com Jorge—; Eduardo Mello; Luiz Cláudio; Lucas Lucco e Humberto e Ronaldo já gravaram vídeo falando do evento e da luta diária do pequeno Henrique pela vida.

Segundo Alexandre Paiva, um dos organizadores do evento, ações como a feijoada solidária despertam o sentimento de coletividade.

“Penso que tais ações despertam naqueles que estão mais diretamente envolvidos um senso de coletividade e ajuda ao próximo que tem se tornado cada vez mais esquecido em uma sociedade tão individualista como a nossa tem se tornado. E, no meu caso, serve como uma reflexão importante sobre a importância que devo dar aos meus “problemas”, que não verdade não são absolutamente nada em comparação ao que algumas pessoas (até mesmo as mais próximas) passam”, refletiu Paiva.

Os ingressos para o vento podem ser adquiridos no Posto 3; Posto Total; Loja Arco Íris; Loja Brasileira e na Drogaria São Vicente.

Nesta quinta-feira (20), os humoristas goianos Nilton Pinto & Tom Carvalho estarão em Capinópolis para uma grande apresentação. Parte da renda será destinada à família do pequeno Henrique.

#JuntosComOHenrique

Henrique e a mãe Juliana Silva (Foto: Reprodução/Facebook)
Henrique e a mãe Juliana Silva (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma campanha vem mobilizando várias pessoas pelo Brasil em favor do pequeno Henrique, que nasceu em Janeiro deste ano com Holoprosencefalia Alobar, que provoca má formação no cérebro, fissura labial e palatina. A família de Henrique —que é de Capinópolis— busca recursos para reconstrução labial, palato e enxerto do osso nasal do bebê. A cirurgia será feita em Porto Alegre-RS.

HENRIQUE – O GUERREIRO

Diagnosticado com Holoprosencefalia Alobar desde a gestação, Henrique nasceu em 30 de janeiro desde ano em UberlândiaMinas Gerais. Após o nascimento, ficou 43 dias na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal, onde fazia o uso de sonda nasogástrica.

Os pais de Henrique são dentistas em Capinópolis —Luiz Henrique Custódio e Juliana Silva.

Marcos Silva (Foto: Arquivo Tudo Em Dia)

Vereador Marcos da Silva é preso em Ipiaçu

Briga teve início após exibição de mensagem "Lula Livre". O deputado André Janones filmou a cena

Diplomação de eleitos em Minas Gerais é suspensa após briga