Bombeiros de Uberaba e Uberlândia estão auxiliando no resgate às vítimas em Brumadinho

Equipes do Triângulo Mineiro seguiram para Brumadinho — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Equipes do Triângulo Mineiro seguiram para Brumadinho — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Os Bombeiros dos batalhões de Uberlândia (5ª BBM) e de Uberaba (8º BBM) estão em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e trabalham nas buscas e resgates após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale.

A aeronave com as equipes do Triângulo Mineiro saiu de Uberaba na noite de sexta-feira (25). São dois militares do batalhão de Uberlândia e quatro de Uberaba. Dois cães do 8º Batalhão também estão em Brumadinho para ajudar nas buscas. Outros três bombeiros que estão em estágio para atuar em Uberaba também estão em Brumadinho.

Equipes do Triângulo Mineiro seguiram para Brumadinho — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

“O esforço interligado das frentes de segurança que, desde ontem, atuam incansavelmente nas buscas pelas vítimas, permitiu apurar os seguintes dados até o momento:

Dos 345 desaparecidos, 46 foram encontrados e encaminhados para unidades de saúde. Permanecem desaparecidas 299 pessoas e 9 vítimas fatais foram retiradas dos rejeitos. 86 famílias estão cadastradas em zonas de alto salvamento (treinamento em ponto alto para serem socorridas). Destas 86 famílias, duas foram contatadas e resgatadas. As demais, permanecem aguardando, devido à ausência de energia elétrica, sinal de telefonia e internet, que dificultam a localização exata das vítimas”, diz nota da assessoria dos Bombeiros de Uberaba emitida à imprensa.

BOLSONARO E ZEMA SOBREVOAM REGIÃO ATINGIDA

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, sobrevoaram na manhã deste sábado (26) a área afetada pelo rompimento da barragem de rejeitos da Vale, em Brumadinho.

O sobrevoo foi utilizado para avaliar o impacto da tragédia e estudar medidas para prestar auxílio emergencial e imediato aos afetados pela enxurrada lama.

O governador Romeu Zema (Novo) informou que irá se pronunciar apenas depois de ter conhecimento das informações apuradas pelas equipes que estão no local. Zema estava em Araxá, no Triângulo, e viajou para Belo Horizonte para comandar o gabinete de crise.

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante sobrevoo da região atingida pelo rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho/MG.
Foto: Isac Nóbrega/PR

Ônibus de funcionários da Vale é encontrado sob a lama em Brumadinho — 10 morreram

Veja o momento em que o cão do Bombeiros de Uberaba encontram corpo em Brumadinho

Veja o momento em que o cão do Bombeiros de Uberaba encontram corpo em Brumadinho