Homem é preso por porte ilegal de arma de fogo em posto de combustíveis em Patrocínio

Uma caminhonete utilizada pelo suspeito também foi apreendida pela polícia. Segundo a PM, o veículo tem as características de uma caminhonete utilizada para roubos na região

Arma de fogo apreendida pela polícia (Foto: PMMG/Divulgação)
Arma de fogo apreendida pela polícia (Foto: PMMG/Divulgação)

Um homem foi preso por porte ilegal de arma de fogo em Patrocínio, Minas Gerais, no último final de semana. Os militares efetuavam patrulhamento, quando avistaram o suspeito em uma caminhonete em um posto de combustíveis na BR365.

Com a aproximação dos militares o indivíduo desceu rapidamente do veículo dirigiu-se ao banheiro do posto, sendo acompanhado e abordado no momento em que saía do local.

Durante busca pessoal, nada de ilícito foi localizado com o abordado, identificado como L. P. de J. A. Foram procedidas buscas no banheiro do estabelecimento, porém nada foi localizado. Ato contínuo, foi realizada busca no interior da caminhonete sendo localizada uma CARABINA PUMA, marca AMADEO ROSSI, CALIBRE .38.

Questionado, o autor informou que adquiriu a arma há cerca de cinco meses de um indivíduo morador do distrito de ‘Brejão’. Segundo ele, a arma era pagamento referente a um negócio entre as partes.

Após parlamentação, o abordado informou aos militares que em sua residência, na cidade de MONTE CARMELO, haviam 12 munições calibre .38. A Gurp deslocou até o local, onde, na presença de testemunhas que acompanharam as buscas no imóvel, foram localizadas as munições informadas por ele.

Ressalta-se que a caminhonete GM/S10 utilizada pelo autor se assemelha com as características dos veículos utilizados na pratica de roubos à carga na região. Em conversa com a esposa do autor, ela confirmou que a arma foi adquirida através de um negócio, há cerca de 5 meses. Além disso, ela afirmou que seu marido teria deslocado ao posto de combustíveis para vendê-la a um indivíduo desconhecido, que ela acredita ser “bandido”.

Diante ao exposto, o autor foi preso e conduzido até a delegacia de polícia juntamente com a arma e materiais aprendidos. O veículo foi removido até o pátio credenciado.

Minas Gerais tem 400 minas abandonadas e alertam para perigo

O ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)

Governo Bolsonaro vê Igreja Católica como potencial opositora