André Janones (Avante/MG) chama diretoria da Vale de ‘bandidos e assassinos’

Fábio Schvartsman, presidente da Vale, ficou calado e visivelmente constrangido

O deputado federal André Janones (Avante/MG), chamou o presidente da Vale, Fábio Schvartsman, e o secretário de Estado de Meio Ambiente de Minas, Germano Vieira, de “bandidos e assassinos”. O discurso de Janones foi realizado na tarde da última quinta-feira (14) na Câmara dos Deputados, durante a Audiência Pública sobre o desastre de Brumadinho, Minas Gerais.

“Vocês colocaram os números nos papéis e viram que valia à pena matar 300 pessoas. Que na ótica de vocês, não eram ninguém. É a ótica capitalista, do lucro acima de tudo. É simples…”, esbraveou o deputado mineiro que tem base eleitoral na região do Triângulo Mineiro.

Em outro trecho do discurso, o deputado do Avante chamou o presidente da Vale de mentiroso. “E o presidente da Vale, mente! […] tem a cara de pau de vir falar aqui que está dando auxílio. Mentira! Não pagam o que deve. A Vale está agindo em Brumadinho, pra tirar o Ministério Público das ações”, disse o parlamentar.

Janones questionou os números oficiais de mortos e desaparecidos no local. “O presidente da Vale mente de dia, de noite e tem a cara de pau de falar que tá dando auxilio. A Vale tá agindo pra tirar o MP das ações. Eu estive lá. Vocês estão acostumados a sobrepor o dinheiro acima de tudo. Mentem tanto que até hoje não sabemos quanto morreram, não foi só 300 não”.

A barragem da Vale em Brumadinho se rompeu em 25 de janeiro de 2019

 

Barragem da Vale se rompe em Brumadinho/MG e atinge comunidade

Voltas às Aulas — Prefeitura de Capinópolis

Homem é preso pela PC suspeito de abusar sexualmente de enteada de 12 anos em Ituiutaba