Romeu Zema participa da 23ª edição da Feira de Calçados de Nova Serrana

Governador ressaltou importância da indústria para o desenvolvimento do estado e criação de empregos

O governador Romeu Zema esteve em Nova Serrana após participar de reuniões em Brasília Crédito (fotos): Renato Cobucci/Imprensa MG
O governador Romeu Zema esteve em Nova Serrana após participar de reuniões em Brasília Crédito (fotos): Renato Cobucci/Imprensa MG
O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, participou nesta terça-feira (26/3) da 23ª edição da Feira de Calçados de Nova Serrana (Fenova), na região Centro-Oeste mineira. Além de visitar estandes de vendas, ele conversou com lojistas da região e destacou os resultados alcançados pelo município na criação de empregos e renda para o estado.
“Conheço há muitos anos Nova Serrana e a cidade é uma das que mais cresceu em Minas Gerais. É muito gratificante ver esse desenvolvimento e dinamismo da cidade, e que sirva de exemplo para outros. Precisamos agora que indústrias daqui invistam em outras regiões, como no Norte de Minas, para levar desenvolvimento e empregos para outras regiões”, afirmou Zema em entrevista à imprensa, defendendo essa política transversal de investimentos e geração de emprego e renda dentro do estado.
A Fenova é considerada uma das maiores feiras de calçados do Brasil e a maior de Minas Gerais. O evento apresenta lançamentos, tendências calçadistas, além de gerar novos negócios e contatos entre lojistas e industriais do polo.
A cidade é o terceiro polo calçadista mais importante do país. A expectativa é que cerca de 3.000 visitantes passem pelo local nos três dias do evento, que se encerra na próxima quinta-feira (28/3).
O governador ressaltou a intenção de sua gestão em apoiar novos investimentos em Minas. “O governo está atento ao que o empresário local precisa. Vim aqui conhecer a feira para ter ciência dos problemas e conhecer o mercado”, completou.
Sindinova
Após visitar a feira de calçados, o governador reuniu com integrantes do Sindicato Intermunicipal da Indústria de Calçados de Nova Serrana (Sindinova). Durante o encontro, Romeu Zema apresentou um panorama da situação fiscal do Estado e destacou ações realizadas voltadas ao empresariado e à indústria.
Zema esteve em Nova Serrana após participar de reuniões em Brasília. Segundo o governador, foi debatido junto a representantes do governo federal a necessidade de investimentos no estado. “Discutimos a duplicação da BR-381 e da BR-262. Vejo que com a adesão ao Plano de Recuperação Fiscal teremos condição de normalizar a situação financeira do Estado. Já estamos em tratativas com a secretaria do Tesouro”, finalizou.
Apoio
O deputado estadual Fábio Avelar declarou apoio ao governador na busca por recursos junto ao governo federal. “Precisamos trabalhar junto ao governo federal. Sei da situação financeira do nosso estado. Dificuldades são muito grandes e me coloco à disposição para ajudar nesse sentido”, disse.
Já o presidente do Sindinova, Ronaldo Andrade Lacerda, destacou que Nova Serrana e os empresários locais estão em busca de valorizar a cidade e região. “Nossa entidade representa 12 cidades. O Estado não consegue fazer tudo sozinho, por isso precisa de uma organização civil organizada, como a nossa. Por meio dessa organização estamos em campanha pela valorização do polo de Nova Serrana. Todos andando no mesmo caminho vamos trilhar um bom caminho e conseguir um bom progresso”.
O presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, salientou que o investimento na indústria é uma forma de ajudar o Estado. “Sabemos das dificuldades do Estado, mas sabemos que a indústria é a solução dos problemas. Temos a oportunidade de fazer mais pelos mineiros em Nova Serrana”, pontuou.
No mesmo sentido, o prefeito de Nova Serrana, Euzébio Rodrigues, citou números representativos do município. “Nossa cidade é a 12ª do Brasil que mais gerou empregos com carteira assinada. O dinamismo da nossa indústria permite que façamos o melhor calçado do Brasil”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A vacinação contra a brucelose e a sua declaração ao IMA são obrigatórias desde 1989

Minas registra aumento de vacinação contra brucelose

Vereadores divergem sobre prazo de parcelamento da dívida da previdência em Capinópolis