Suspeitos de Capinópolis são presos em Goiás por receptação, adulteração de veículo e documentos falsos

As informações são da Polícia Civil de Goiás

 Willian Gero Nozela Silva, de 30 anos, Alexandre da Costa Belo, 27 anos, e  Rafael Ferreira Coelho da Silva, 20 anos,
Willian Gero Nozela Silva, de 30 anos, Alexandre da Costa Belo, 27 anos, e Rafael Ferreira Coelho da Silva, 20 anos (Foto: PC/GO)

Policiais civis do Grupo de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Itumbiara, Goiás, prenderam os suspeitos Rafael Ferreira Coelho da Silva, 20 anos, Alexandre da Costa Belo, 27 anos, e Willian Gero Nozela Silva, de 30 anos de idade, por suspeita de crimes de receptação, adulteração de sinal de veículo automotor e uso de documento falso.

A investigação teve início com a Polícia Civil de Bom Jesus, que repassou informações essenciais para o deslinde da ação que resultou na prisão .

Após a Polícia tomar conhecimento de que indivíduos com documentos falsos e caminhões clonados estariam tentando realizar carregamento de carga em empresas de Itumbiara, iniciaram diligências para localizá-los. Horas depois, três pessoas foram vistas na divisa entre Goiás e Minas Gerais, onde foram abordados com o caminhão suspeito. Ao verificarem os documentos, percebeu-se que eram nitidamente falsos, sendo conduzidos até a sede do grupo especializado.

Foi constatado ainda que o cavalo do caminhão estaria com placas e demais sinais de identificação adulterados, sendo que as carretas possuíam restrição de furto/roubo. Foram constatados ainda indícios de falsificação nos documentos dos veículos.

Caminhão estava em posse dos suspeitos (Foto: PC/GO)

Dos documentos pessoais, duas CNH´s e um RG foram confirmados como sendo falsos, material e ideologicamente. Também foram apreendidas outras placas avulsas em posse dos investigados e uma caminhonete com restrição judicial.

Dos presos, Rafael Ferreira tinha um mandado de prisão por roubo qualificado oriundo do estado de São Paulo, o qual foi devidamente cumprido. Após lavratura do auto de prisão, os investigados foram recolhidos ao presídio regional.

Crédito (foto): Gil Leonardi/Imprensa MG

Após record na era PT, Minas tem o menor número de roubos dos últimos 7 anos

Gilvan Gama faz intermédio para que Correios entregue correspondências em novos bairros de Capinópolis