Após empinar moto, jovem é abordado pela PM em Capinópolis

Uma prática rotineira e que coloca a vida de terceiros em risco está sendo combatida pela Polícia Militar (PM) em Capinópolis. A direção perigosa de motociclistas — que consiste em empinar a moto e andar sobre uma roda— ou o oposto — frear fortemente com o objetivo de “empinar ao contrário”, erguendo a roda traseira do chão, manobra conhecida por “RL”.

No último sábado (20) de abril, a PM avistou um jovem de 20 anos empinando a motocicleta que conduzia próximo a um posto de combustíveis no Recanto da Acácias, em Capinópolis. Após perceber que seria abordado pelos militares, o jovem fugiu rumo a uma estrada rural, que dá acesso à Chácara do Neguta.

Segundo a PM, ao abordar o condutor da moto, foi verificado que o mesmo não possuía a Carteira Nacional de Habilitação — CNH. Foi verificado ainda que o veículo estava em nome de uma terceira pessoa — que responderá judicialmente por permitir que um inabilitado conduzisse a moto.

O veículo foi apreendido e encaminhado ao pátio credenciado ao Detran em Capinópolis.

Em caso de direção perigosa, os agentes de trânsito podem aplicar uma multa nada suave de R$ 1.915,40, fora a apreensão do veículo e suspensão do direito de dirigir.

RISCOS DA DIREÇÃO PERIGOSA

Ao adotar a direção perigosa em uma motocicleta — o condutor assume o risco de matar e morrer—, já que fica com a visão completamente comprometida pelo ângulo da motocicleta empinada. Pedestres — em especial as crianças— e outros condutores podem ser atingidos.

Em Capinópolis, há registro de uma criança que perdeu os movimentos após ser atingida por um condutor que empinava uma moto. A vítima — hoje, uma adolescente— vive em uma cadeira de rodas.

Auxilie no combate à essa prática, denunciando anonimamente via 181 e 190.

Sem CNH, adolescente foge da PM e cai de motocicleta em Capinópolis

Fonte: Divulgação/PMMG

Idoso de 61 anos é preso suspeito de tráfico de drogas em Abadia dos Dourados