Após ser agredida por ciumes, mulher mata marido em São Gotardo ao se defender

Foto: Ale Imagens Aéreas
Foto: Ale Imagens Aéreas

Após acionamento dando conta de um esfaqueamento que teria ocorrido na Rua Laranjeiras, 65, a Policia Militar compareceu ao local, onde se deparou com José Alisson de Jesus Santana deitado ao solo, sendo amparado pela autora Rosicle dos Santos Sousa e com um torniquete aplicado na perna, acima do ferimento produzido certamente por uma faca.

Logo em seguida, em virtude do acionamento, por parte da autora, chegou também uma equipe do pronto socorro municipal, que providenciou a condução da vítima até unidade hospitalar.

Questionada acerca dos fatos, a autora alegou que chegou em sua residência após um dia inteiro de trabalho e se dirigiu até os fundos de sua casa para guardar uma mochila, que ela utiliza para acondicionar suas ferramentas da lida.

Neste momento ela foi interpelada por José Alisson, o qual passou a afronta-la, dizendo que, para ela estar chegando em casa tão tarde, só poderia estar o traindo, oportunidade que as partes passaram a discutir.

Segundo a autora, a partir deste instante, José Alisson passou a agredi-la com chutes, tendo ela, por diversas vezes, solicitado a ele que cessasse sua conduta, pois não tinha qualquer fundamento as acusações feitas, entretanto ele continuava a chuta-la.

Em dado momento a autora retirou uma faca que trazia consigo na mochila, utilizada por ela no serviço e tentou intimidar José Alisson, dizendo que ele poderia se machucar, porém, mesmo assim ele não cessou as agressões.

Ocorre que, em determinado instante, conforme relatos da autora Rosicle e das testemunhas, na intenção de se defender e bloquear um chute, ela trouxe a mão que segurava a faca em posição perpendicular a seu corpo, vindo o pontapé desferido por José Alisson, atingir o instrumento que ela segurava (faca), ocasionando um corte na perna esquerda dele, na altura do joelho.

Em ato continuo a perna de José Alisson começou a sangrar intensamente, segundo relatos, tendo a autora solicitado ajuda para as testemunhas, que deram início a medidas para conter o sangue com a aplicação compressas no local, bem como de um torniquete no membro, confeccionado acima do ferimento, além providenciar o acionamento de socorro especializado.

A nossa chegada a autora estava com a vítima no colo, sendo auxiliada pelas testemunhas na contenção do sangramento, relatando a todo instante que não tinha qualquer intenção de machucar seu companheiro.

Após a chegada do socorro especializado e remoção da vítima ao pronto socorro municipal, a autora foi presa e a faca utilizada foi apreendida, sendo encaminhados ao Quartel de Policia Militar para proceder o registro do fato. A autora afirmava a todo instante aos militares que não tinha qualquer intenção de ferir José Alisson.

Posteriormente, durante a confecção do registro, foi recebido um telefonema por parte do Hospital, tendo sido repassado aos militares, que devido ao intenso sangrento, após a lesão, José Alisson veio a óbito naquela unidade de saúde.

Ademais, ressalta-se que foi levantado, que os envolvidos viviam um relacionamento conturbado em que as brigas e agressões por parte de José Alisson em desfavor de Rosicle, eram frequentes, pois foi encontrada algumas ocorrências narrando tais fatos.

Polícia Civil indicia ex-diretora do Instituto de Previdência de Capinópolis por estelionato

Veículo recuperado havia sido furtado em Uberlândia no dia 25 de Abril (Foto: PRF/Divulgação)

PRF de Patos de MG recupera veículo furtado em Uberlândia