Homem de 63 anos é assassinado a golpes de foice em Capinópolis

Segundo a autora do crime, ela foi contratada para um programa no valor de R$100, mas o idoso tinha apenas R$10. Antes de morrer, o idoso afirmou que foi vítima de tentativa de roubo

Um homem de 63 anos foi morto a golpes de foice na noite da última terça-feira (28) no Setor Primitivo em Capinópolis. O crime ocorreu por volta das 21h50 na Avenida 95.

A vítima foi identificada como Ilson Rafael Mendes, recebeu dez golpes de foice.

A Polícia Militar (PM) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência — SAMU— foram acionados e compareceram ao local.

Uma equipe do SAMU prestou os primeiros socorros ao idoso e depois o encaminhou ao Pronto Atendimento de Capinópolis. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo informações da Polícia, uma mulher de 36 anos — Bianca Arcanjo da Silva— confessou ser a autora dos golpes de foice. Ainda segundo a assessoria da polícia, a mulher estava transtornada.

Segundo a versão da mulher, ela foi procurada ontem (28) pelo idoso para fazer um programa no valor de R$100 Reais, e que a vítima comprou bebidas e cigarros.

Ao deslocar até a residência dele para realizar o programa, notou que ele só tinha R$10 Reais. Ela afirma que ainda tentou ir embora, porém o Sr. Ilson apanhou uma foice e teria lhe atingido na região lombar. Ela então, em ato contínuo, tomou a arma branca e começou a dar vários golpes no idoso.

Segundo uma testemunha ocular, a vítima veio em sua direção totalmente ensanguentado. Antes de cair ao chão devido aos ferimentos, Ilson Rafael Mendes teria dito a testemunha que uma mulher teria tentado roubá-lo, como não tinha dinheiro, recebeu vários golpes de foice.

A testemunha acionou a PM. A autora do assassinato ainda tentou golpear a testemunha com a foice, mas não conseguiu. A mulher fugiu do local logo em seguida.

Uma outra testemunha que possui um bar próximo à casa da vítima, disse que a mulher e o amásio fizeram uso de bebidas alcoólicas durante o dia e que viu quando ambos deslocaram em direção a casa do idoso.

A PM encontrou o amásio da autora, 35 anos —Ricardo Aparecido da Silva— do lado de fora da residência do idoso. Os dois receberam voz de prisão.

Segundo relato do amásio da mulher, ele não teria participado da ação, somente estava aguardando sua amasia do lado de fora.

Outras testemunhas que não quiseram se identificar, disseram que o mesmo casal já praticou outros roubos contra a vítima, existindo três ocorrências registrada.

O corpo foi encaminhado para o IML de Ituiutaba-MG, assim como ambos autores apresentados na delegacia de plantão.

ATUALIZAÇÃO

Nesta quinta-feira (30) de maio, Ricardo Aparecido da Silva foi libertado da prisão.

Carro de empresa é incendiado criminosamente em Ituiutaba

Vereador Cabral quer instalação de Internet Wi-Fi em ônibus de estudantes em Capinópolis