Conversas revelam colaboração proibida de Moro com Dallagnol na Lava Jato, diz site

Moro sugeriu trocar a ordem de fases da Lava Jato, cobrou novas operações, deu conselhos e pistas e antecipou ao menos uma decisão, mostram conversas privadas ao longo de dois anos.

Sérgio Moro, atual Ministro da Justiça do governo Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Sérgio Moro, atual Ministro da Justiça do governo Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Sérgio Moro — então juiz federal— e o procurador Deltan Dallagnol trocaram mensagens de texto que revelam que Moro pode ter extrapolado suas competências legais na Lava Jato. As informações são do site The Intercept Brasil.

O site afirma que as publicações são ‘bombásticas’ e que há ‘discussões internas e atitudes altamente controversas, politizadas e legalmente duvidosas da força-tarefa da Lava Jato’.

Segundo o site, o juiz Sérgio Moro teria sugerido ao procurador que trocasse a ordem de fases da Lava Jato. Ainda segundo o The Intercept Brasil, Moro cobrou agilidade em novas operações, deu conselhos estratégicos e pistas informais de investigação.

As conversas foram transcritas e não mostram as capturas de telas das conversas. Moro teria antecipado ao menos uma decisão, criticou e sugeriu recursos ao Ministério Público. O The Intercept Brasil, afirma que recebeu as informações de uma fonte anônima.

A reportagem ainda aponta que o Sérgio Moro deu broncas em Dallagnol como se ele fosse um superior hierárquico dos procuradores e da Polícia Federal.

“Talvez fosse o caso de inverter a ordem da duas planejadas”, sugeriu Moro a Dallagnol, falando sobre fases da investigação. “Não é muito tempo sem operação?”, questionou o atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro após um mês sem que a força-tarefa fosse às ruas. “Não pode cometer esse tipo de erro agora”, repreendeu, se referindo ao que considerou uma falha da Polícia Federal. “Aparentemente a pessoa estaria disposta a prestar a informação. Estou entao repassando. A fonte é seria”, sugeriu, indicando um caminho para a investigação. “Deveríamos rebater oficialmente?”, perguntou, no plural, em resposta a ataques do Partido dos Trabalhadores contra a Lava Jato.

Sérgio Moro é cada vez menor no cenário nacional desde que assumiu uma vaga no governo de Jair Bolsonaro.

Moto furtada é recuperada pela PM em Ituiutaba

Usina CRV Industrial intensificou atividades na ‘Semana do Meio Ambiente’