Encarregado da Copasa em Capinópolis é sabatinado na Câmara sobre falta d´água no Barbosa II

Edivaldo Salgado Diniz (Foto: Paulo Braga)
Edivaldo Salgado Diniz (Foto: Paulo Braga)

O encarregado da Cia de Saneamento de Minas GeraisCOPASA— Edivaldo Salgado Diniz, foi sabatinado durante a sessão ordinária do Legislativo capinopolense na noite da última segunda-feira (10) de junho. Os parlamentares exigiam esclarecimentos com relação a falta de fornecimento de água no residencial Barbosa II.

Em abril deste ano, o Ofício 37/2019 foi protocolado pelo vereador Caetano Neto da Luz (PSDB) e assinado pelo presidente do Legislativo, Luciano Belchior (MD). O documento requisitava a presença do representante da Copasa para prestar esclarecimentos, já que o bairro foi urbanizado em 2016 e até hoje não conta com fornecimento de água potável.

O gerente utilizou a tribuna do Legislativo para elucidar pontos ainda mal resolvidos sobre o fornecimento de água no residencial. Cabe ressaltar que vários lotes foram comercializados e há várias casas edificadas na localidade, conquanto, o fornecimento de água é feito pelo caminhão pipa da prefeitura de Capinópolis.

Em um dos momentos mais tensos, Caetano Neto da Luz, afirmou que a diretoria local da Copasa foi ‘omissa’. “Tenho certeza que sua vinda aqui não vai resolver o problema da falta d´água no Bairro Barbosa. Nossa indignação também é com a Copasa, quantas vezes nós perguntamos, indagamos e a Copasa não sabia de nada. Isso para mim é omissão, por que, se a gente soubesse do teor dessas reclamações, nós já teríamos tomado uma providência através do Ministério Público”, disse o parlamentar.

“Estou aqui representando a Copasa para prestar esclarecimentos solicitado por vossas senhorias. Todas as informações sobre os projetos foram repassadas para o incorporador no momento oportuno. Agora, se não foi executado, a Copasa não pode ter culpa, se o projeto tivesse sido executado da forma correta, dentro do prazo, a Copasa tinha ligado a água (…) a Copasa tem todo o interesse em atender a população”, respondeu o gerente da Copasa.

Devido à normas internas da empresa, o gerente não cedeu entrevista ao Tudo Em Dia após a sabatina. No entanto, em Abril deste ano, Edivaldo Salgado Diniz relatou à reportagem do jornal que a empresa ‘Residencial Barbosa Empreendimentos Imobiliários Ltda’  ainda não concluiu a estrutura para o abastecimento de água no bairro.

Na ocasião, o Tudo Em Dia entrou em contato com a incorporadora. Segundo Bruno Freitas, uma vistoria seria efetuada pela Copasa nos próximos dias.

“Toda a estrutura de abastecimento e bombeamento é feita por nós e é vistoriada pela Copasa. Quando a estrutura foi montada, o laudo foi aprovado por Frutal e como houve mudança de administração na Copasa, todos os processos foram transferidos para Belo Horizonte e tudo ficou mais moroso. Uma vistoria deve ocorrer nos próximos dias”, disse Freitas na ocasião.

Os parlamentares deverão oficializar uma solicitação para que um representante da incorporadora preste esclarecimentos.

Moradores do Bairro Barbosa II sofrem com a falta d´água potável (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)
Moradores do Bairro Barbosa II sofrem com a falta d´água potável (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)

Pequenos produtores fazem reivindicações na Câmara Municipal de Capinópolis

Cavalo ferido e abandonado é resgatado por voluntários em Capinópolis