Polícias apreendem cerca de 1.700 kg de maconha e 13 kg de skank em Paracatu

A droga estava em uma fazenda no município de Paracatu. A quadrilha estava sendo monitorada pelo GAECO

Droga estava em uma fazenda na zona rural de Paracatu — Foto: PM/DivulgaçãoDroga estava em uma fazenda na zona rural de Paracatu — Foto: PM/Divulgação
Droga estava em uma fazenda na zona rural de Paracatu — Foto: PM/Divulgação

Uma operação conjunta entre a Polícia Militar (PM), o Grupo de Combate a Organizações Criminosas do Estado de Minas Gerais (GCOC) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), resultou na apreensão de uma grande quantidade de drogas em Paracatu, Minas Gerais. Na operação —realizada na tarde da última quinta-feira (4)— foram apreendidos mais de 1.720 kg de maconha e 13 kg de skank em uma propriedade rural.

A quadrilha estava sendo monitorada há quatro meses pelo GAECO. Informações da PM dão conta que os criminosos chegaram a operar com o tráfico internacional de drogas.

Os policiais chegaram à fazenda e fizeram a prisão do caseiro. Durantes as buscas, o material ilícito foi encontrado. Um segundo integrante da quadrilha chegou para buscar a droga para distribuição na região e acabou sendo preso. Um empresário da região é tido como o chefe da quadrilha e também foi preso. Até o momento, apenas os três suspeitos estão presos, no entanto, as investigações continuam.

Os policiais também apreenderam uma espingarda calibre 12 com cartuchos ainda intactos.

As informações eram de que uma quadrilha organizada fazia a movimentação de grande quantidade de drogas na área e realizava a distribuição dos entorpecentes para vários municípios vizinhos.

Os presos por suspeita de tráfico de drogas foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil da cidade de Paracatu.

A droga foi pesada em um frigorífico da cidade.

Polícia Militar/Divulgação
Droga foi pesada em um frigorífico da cidade (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Barragem pertence à empresa Arcelormittal Google Street View / Reprodução

Alerta de rompimento da barragem ‘Serra Azul’ deixa Itatiaiuçu em alerta

Pagamento do Abono Salarial ano-base 2017 injeta R$ 17,3 bilhões na economia