Líder de quadrilha que aplicava golpes é preso pela PCMG

Os golpes eram aplicados contra clientes de agências bancárias

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu o mandado de prisão preventiva contra um suspeito de chefiar uma quadrilha que aplicava golpes. Frederico Dione Pereira Bittencourt, 27 anos, foi preso em Ribeirão das Neves, nesta segunda-feira (15).

Frederico é suspeito de ser um dos líderes da quadrilha responsável por estelionatos praticados através do “golpe do motoboy” ou “golpe do cartão”. A associação criminosa tem ramificações fora do estado de Minas Gerais.

Em cumprimento aos mandados de busca e apreensão, foram localizados, na residência do investigado, diversos objetos. Videogame, aparelhos celulares, impressora e computadores, adquiridos recentemente, possivelmente, por meio de prática criminosa foram apreendidos. Também foram apreendidos cartões de créditos de possíveis vítimas, máquinas de cartão de crédito, documentos utilizados de forma fraudulenta e uma motocicleta utilizada nos crimes.

O CRIME

Um dos integrantes ligava para a vítima, se passando um atendente de uma agência bancária, e perguntavam se a pessoa havia efetuado determinada compra com cartão de crédito. Geralmente, o criminoso informava uma compra em um valor alto e em outro Estado da federação.

Após a vítima afirmar que não havia efetuado a compra, o bandido passava um número de telefone da suposta agência bancária e não desligava o telefone. A vítima, atordoada, não observava que o bandido não havia desligado o telefone e discava o número informado anteriormente. Neste momento, uma gravação eletrônica — idêntica a do banco— solicitava que fosse digitado o número do cartão e a senha. O sistema de informática dos bandidos capturava os dados e um outro ‘atendente’ solicitava que o cartão fosse entregue a um motoboy para análise do banco.

Suely Pricinoti fala sobre emenda parlamentar que liberou ares condicionados à escola em Capinópolis

Corpo de homem desaparecido entre Santa Vitória e Ituiutaba é encontrado