Empresário suspeito de tráfico de drogas em Uberlândia é preso em Ribeirão Preto

Casa de luxo foi avaliada em mais de R$ 3 milhões em condomínio na zona sul de Uberlândia | Foto: TV Paranaíba/Reprodução
Casa de luxo foi avaliada em mais de R$ 3 milhões em condomínio na zona sul de Uberlândia | Foto: TV Paranaíba/Reprodução

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) prendeu o empresário Fábio Eduardo Lanza na manhã desta quinta-feira (18), no interior de São Paulo. O empresário é suspeito de tráfico de drogas em Uberlândia, Minas Gerais. Fábio Lanza foi preso em um apartamento de alto padrão em Ribeirão Preto.

Uma grave acusação recai sobre o empresário. De acordo com informações do Gaeco, o empresário participou de um roubo de carga de 160 kg de pasta base de cocaína em Uberlândia. Ele teria repassado as informações privilegiadas a policiais civis de onde estaria o carregamento da droga. Ainda segundo o Gaeco, os policiais abordaram o veículo e ficaram com toda a droga.

Os policiais assinaram um acordo de colaboração premiada.

Na época que a polícia investigava o caso, Fábio abandonou a residência avaliada em mais de R$ 4 milhões, onde morava com a família em um condomínio de luxo em Uberlândia.

Daniel Martinez, coordenador do Gaeco em Uberlândia, esclareceu que a dificuldade em localizar o investigado se deu em virtude de não haver bens em seu nome. Os bens eram registrados em nomes de laranjas, inclusive, o apartamento de luxo onde o homem foi preso.

Na tarde desta quinta, três policiais civis envolvidos neste caso serão ouvidos na 4ª Vara Criminal de Justiça. Os policiais envolvidos assinaram acordo de delação premiada e, por isso, o Ministério Público informou que não pode divulgar o nome deles.

Suspeito de roubo é encontrado morto sob veículo roubado

Minas Gerais tem menor índice de criminalidade dos últimos oito anos