in

Suspeitas de torturar idosos em asilo são presas pela Polícia Civil em MG

Uma idosa apresentava afundamento craniano devido a uma agressão recente

(Foto: PCMG)
(Foto: PCMG)

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante, nessa quinta-feira (25), a proprietária de um asilo e a filha dela por tortura contra os internos. A maioria das pessoas são acamadas e com dificuldades de locomoção.

A instituição fica no bairro Barreiro do Amaral, em Santa Luzia, região Metropolitana de Belo Horizonte. A instituição foi interditada pela Prefeitura, durante ação conjunta com a PCMG.

O caso chegou ao conhecimento da Polícia Civil por meio de uma denúncia de maus-tratos e violência por parte dos cuidadores, na manhã de quinta-feira (25). No mesmo dia, uma equipe da PCMG esteve no local e constatou que, na verdade, os internos estavam sendo torturados. Sete precisaram ser encaminhados a uma unidade de saúde, entre eles uma senhora com afundamento craniano que relatou uma agressão recente.

Nesta sexta-feira, a delegada Bianca Prado e o Secretário Municipal de Desenvolvimento Social de Santa Luzia, Wander Rosa de Carvalho Junior, vão dar mais detalhes do caso em uma entrevista coletiva.