Sistema dos Bombeiros agiliza aprovação de projetos de segurança contra incêndio e pânico em todo o Estado

O Corpo de Bombeiros, pioneiro no Serviço de Segurança Contra Incêndio e Pânico (SSCIP) digital, concluiu, nesta semana, a expansão do Sistema de Informações do Serviço de Segurança Contra Incêndio e Pânico (Infoscip) para todas as regiões do estado. A ferramenta otimiza tempo, reduz gastos e oferece mais segurança para emissão, conferência e renovação do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

O sistema foi criado com o intuito de trazer maior agilidade, praticidade e segurança na elaboração e tramitação de processos de segurança contra incêndio e pânico. Após a sua implantação, em 2012, na Região Metropolitana de BH, o sistema passou por uma série de melhorias que possibilitaram o início de sua expansão para as unidades do interior do estado. Nesta semana, o esforço de expansão foi implementado em todo o território de Minas.

Com o crescimento do serviço, cerca de 25 mil processos digitais por ano Tramitarão no Infoscip, proporcionando transparência, segurança, agilidade e redução de custos para o cidadão e para o Corpo de Bombeiros. A migração de todos os processos impressos para formatos digitais deve ocorrer até 2022.

Vantagens do Infoscip

A ampliação do Infoscip para todo o estado é um marco importante para o Corpo de Bombeiros, pois garante benefícios para usuários, para a corporação e para todo o estado. Dentre eles, destacam-se:

  • Agilidade: nas cidades que não contam com a presença física de uma unidade do Corpo de Bombeiros, o processo mostrava-se ainda mais lento, devido à necessidade de deslocamento para outro município para apresentar o projeto. Com o recurso, a apresentação é imediata;
  • Economia para o usuário: além de evitar o deslocamento para outras cidades, a digitalização dos processos reduz gastos com a emissão de segunda via de documentos. O AVCB e outros documentos podem ser impressos quantas vezes necessárias pelo usuário;
  • Facilidade: todas as etapas são informatizadas. Assim que o projeto dá entrada no sistema, é gerado um protocolo e o usuário passa a acompanhar todo o andamento do processo pelo portal do Infoscip;
  • Desburocratização: o pagamento de taxas é reconhecido automaticamente pelo sistema e, após a vistoria, o AVCB é emitido imediatamente no local. O usuário pode imprimir o documento na mesma hora;
  • Segurança: as marcas de segurança do documento antigo foram substituídas pelo QR Code, que agiliza a conferência e garante a autenticidade. Além disso, por meio do banco de dados, o envelhecimento e a fragilidade do papel não são mais problema;
  • Liberação de efetivo dos bombeiros: outro aspecto importante é a redução de mão de obra. Para realizar os protocolos e arquivar todos os documentos impressos era necessário manter uma área de arquivo e vários militares para a organização. Com o armazenamento digital, os militares serão realocados para outras funções;
  • Economia para o Estado: o benefício principal para o Estado é a possibilidade de análise de projetos em rede. Um projeto do Norte do estado, por exemplo, pode ser analisado em outra cidade com a mesma riqueza de detalhes que os documentos físicos fornecem.

Pivete FC e Florêncio A, lideram o campeonato municipal de futsal

Emoção no final dos Jogos Escolares de Minas Gerais 2019