Anorexia e bulimia nervosa, é possível reverter esse quadro solitariamente?

Dificilmente quadros de anorexia e bulimia podem ser revertidos sem ajuda profissional por se tratarem de transtornos alimentares graves

A alimentação é um fenômeno humano complexo e de importância central gerada conscientemente pelas sensações básicas de fome, sede e saciedade, as quais são geridas, controladas e monitorizadas por diferentes áreas do organismo.

Os transtornos alimentares caracterizam-se por severas perturbações no comportamento alimentar e dentre eles podemos citar a anorexia nervosa e a bulimia nervosa.

Anorexia Nervosa

A anorexia nervosa caracteriza-se por perda de peso intensa após dietas rígidas, numa busca descontrolada pela magreza, distorção da imagem corporal e amenorreia (ausência da menstruação).

A baixa autoestima e a distorção da imagem corporal são os principais elementos que reforçam a busca de um emagrecimento incessante, levando à prática de exercícios físicos, jejum e uso de laxantes ou diuréticos de uma forma ainda mais intensa.

A restrição dos alimentos tem início, geralmente, na adolescência como resposta a uma má aceitação das mudanças corporais, principalmente do peso associado a fatores psicológicos individuais e familiares, além do intenso apelo sociocultural do culto à magreza.

Principais sintomas da anorexia nervosa

  • Peso corporal extremamente baixo (perda de massa e gordura);
  • Restrição alimentar severa;
  • Falta de vontade para manter um peso normal e saudável;
  • Preocupação em não ganhar peso;
  • Distorção da imagem corporal;
  • No caso das mulheres, inibição do ciclo menstrual;
  • Gastrite;
  • Descamação e pele seca;
  • Hipotermia;
  • Anemia.

Bulimia Nerovosa

A bulimia nervosa é caracterizada, sobretudo, pela grande ingestão de alimentos de forma muito rápida acompanhada da sensação de perda de controle (episódios bulímicos). Os episódios bulícios são acompanhados de métodos compensatórios inadequados para o controlar o peso, como vômitos autoinduzidos, uso de medicamentos (diuréticos, laxantes, inibidores de apetite), dietas e exercícios físicos.

Principais Sintomas

  • Crônica inflamada e dor de garganta;
  • Problemas nas glândulas salivares, como inchaço na região do pescoço e da mandíbula;
  • Erosão do esmalte dentário devido ao ácido do estômago, como resultado dos vômitos;
  • Descomodidade intestinal e irritação devido ao abuso de laxante;
  • Desidratação grave da purga de fluidos;
  • Desequilíbrio de eletrólitos (níveis muito altos ou muito baixos de sódio, cálcio, potássio, entre outros);
  • Sangramento retal, quando utilizado laxantes.

As complicações clínicas da anorexia e bulimia nervosa são diversas. Elas se relacionam, principalmente, com o grau de perda de peso corporal e os métodos compensatórios utilizados.

O tratamento envolve uma equipe multidisciplinar incluindo médico, nutricionista e psicólogo para que haja manuseio mais adequado e satisfatório dessas condições clínicas.

Dificilmente quadros de anorexia e bulimia podem ser revertidos sem ajuda profissional, posto que, tratam-se transtornos alimentares graves. É de extrema importância o tratamento médico e nutricional. A psicoterapia auxilia no processo de autoaceitação e compreensão dos malefícios causados pela anorexia e bulimia tanto fisicamente quanto psicologicamente.

Embora sejam exigidos padrões cada vez mais altos de beleza, precisamos entender que cada pessoa possui a sua, com certas particularidades. Se prender a padrões é viver como escravos.

Nós podemos buscar melhorar algo que não gostamos, conquanto, que seja por nós e não pelo outro. Outro fato importante é que essas mudanças não nos faça ultrapassar os limites do nosso corpo, por conseguinte, causando sofrimento.

O filme “O minimo para viver” retrata bem a realidade de pessoas que vivem com transtornos alimentares como anorexia e bulimia.

Leia mais artigos de Daniela Cortes

A posicionamento de colunistas não representa, necessariamente, a opinião do jornal Tudo Em Dia.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

São Paulo registra primeira morte por sarampo neste ano

Mulher é presa em Luziânia suspeita de participar da morte de jovem