Seu esgotamento e impaciência podem ser sintomas da Síndrome de Burnout

O tratamento da Síndrome de Burnout pode ser feito com antidepressivos e/ou ansiolíticos, psicoterapia, prática de atividades físicas e de lazer

O esgotamento mental e impaciência são apenas alguns dos sintomas da síndrome de Burnout (Arte: Tudo Em Dia)
O esgotamento mental e impaciência são apenas alguns dos sintomas da síndrome de Burnout (Arte: Tudo Em Dia)

A Síndrome de Burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio mental com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional. A exposição a eventos estressores crônicos no ambiente de trabalho contribuem para o desenvolvimento da síndrome que atinge principalmente profissionais que atuam na área da saúde, professores, policiais e jornalistas devido a pressão diária e as responsabilidades constantes, além de profissionais com carga horária de trabalho elevadas e os chamados “workaholic” que são aquelas pessoas tidas como viciadas em trabalho.

Muitas vezes a Síndrome de Burnout é confundida com estresse ou depressão. De fato uma pessoa com Síndrome de Burnout sofre com o estresse, porém este é crônico, além disso pode-se apresentar quadros depressivos quando se tem o transtorno.

Pessoas com Síndrome de Burnout apresentam três características principais:

  • Exaustão: a pessoa sente que está indo além de seus limites e que está desprovida de recursos, físicos ou emocionais, para lidar com as situações. Mesmo férias ou licenças por motivos de saúde não resolvem o aparente cansaço;
  • Ceticismo: a pessoa apresenta reações constantemente negativas diante das dificuldades, falta de interesse no trabalho, ou, ainda, falta de preocupação com os resultados. O ceticismo é uma forma de insensibilidade, que pode ser agressiva mesmo em relação a amigos e familiares. Muitas vezes a pessoa passa a tratar mal os colegas de trabalho e/ou clientes;
  • Ineficácia: a pessoa sente-se de incompetente, sempre desqualificada, pouco reconhecida e improdutiva

Sintomatologia da Síndrome de Burnout

  • Fadiga constante e progressiva;
  • Distúrbios do sono;
  • Dores musculares;
  • Cefaleias, enxaquecas;
  • Perturbações gastrointestinais;
  • Falta de atenção;
  • Alterações de memória;
  • Impaciência;
  • Instabilidade emocional;
  • Dores musculares;
  • Alteração de pressão;
  • Isolamento;
  • Comportamentos de auto-risco.

Para evitar problemas maiores, ao apresentar sinais da síndrome é fundamental buscar ajuda profissional. O tratamento da Síndrome de Burnout pode ser feito com antidepressivos e/ou ansiolíticos, psicoterapia, prática de atividades físicas e de lazer, além de mudanças no ambiente de trabalho.

Por mais que se ame o trabalho é necessário entender que este deve ser uma parte da nossa vida e não toda nossa vida. Levar o trabalho para casa não é um hábito saudável, pois quando estamos longe do nosso ambiente de trabalho devemos descansar. É preciso deixar espaço para outras coisas, de preferência que nos gerem bem estar, como ficar com a família e ter uma momento para nos reconectar com nós mesmos.

Ademais, as empresas devem se preocupar em proporcionar aos seus colaboradores um ambiente de trabalho mais humanizado diminuindo assim as doenças ocupacionais.

Leia mais artigos de Daniela Cortes

A posicionamento de colunistas não representa, necessariamente, a opinião do jornal Tudo Em Dia.

#autoestima, #danielacortes, #artigo, #tudoemdia, #sindrome de burnout,

Visita à Praia do Lago, em Cachoeira Dourada - destaque

Semana do idoso é comemorada com alegria em Capinópolis

Suspensa a venda de 33 marcas de azeite de oliva fraudado