Golpe com cheque falso é descoberto em Capinópolis após trapalhada

O cheque falso continha dados de dois sindicatos da cidade — a trapalhada dos bandidos auxiliou na descoberta da tentativa de golpe

Uma tentativa de golpe com cheque falso, envolvendo duas instituições de Capinópolis, foi descoberta após uma trapalhada dos criminosos. O fato ocorreu na manhã desta segunda-feira (18) de novembro.

A tentativa de golpe foi registrada pela Polícia Militar do 5º Pelotão PM de Capinópolis. De acordo com dados (PM), um mototaxista levou um cheque do Banco do Brasil até a Casa Lotérica, juntamente com alguns boletos a serem pagos.

O cheque no valor de R$4.115,81 (Quatro Mil, cento e Quinze Reais e Oitenta e Um Centavos) foi falsificado em nome do Sindicato dos Produtores Rurais de Capinópolis. Os criminosos se atrapalharam e carimbaram o cheque com dados de outro sindicato — o Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Capinópolis.

Um dos carimbos do cheque tem o nome do atual presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Wesley Barbosa de Freitas. No cheque falso, Wesley, no entanto, figura como ‘diretor’.

Um criminoso chegou a ligar na Casa Lotérica, se passando pelo presidente do Sindicato dos Produtores Rurais e ‘autorizando’ a quitação dos boletos.

O cheque é muito semelhante a um verdadeiro, no entanto, contém erros grosseiros
O cheque é muito semelhante a um verdadeiro, no entanto, contém erros grosseiros

Entidade se posicionou nas redes sociais

Nas redes sociais, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Capinópolis, Alan Santana, alertou sobre o golpe. “Essa conta não existe. Isso aqui é um estelionato. Um estelionato muito mal feito, mas pode ser que engane alguma pessoa por se tratar do nome do sindicato dos produtores (…) [e também do nome] do sindicato dos trabalhadores, que são entidades — que historicamente— tem uma boa reputação na cidade”, disse Alan Santana em áudio divulgado.

Acredita-se, a princípio, que mais de uma pessoa esteja engajada na tentativa golpe, um vez que houve trabalho gráfico de impressão do cheque falso e confecção de carimbos falsos. As assinaturas fraudulentas dão indícios de terem sido feitas por duas pessoas distintas.

Segundo a PM, os boletos encaminhados à Casa Lotérica não foram pagos.

O caso foi repassado à Polícia Civil para investigação.

PMMG conclui inquérito sobre criança que morreu em creche

Bandido rende dois homens que estavam no parte externa de um dos supermercados (Foto: Reprodução do sistema de segurança)

Criminosos roubam moto e assaltam dois supermercados em Ituiutaba