Em homenagem aos 83 anos da mãe, filhos se vestem como na infância

Mãe de oito filhas e um filho, dona Maria Genita foi tomada pela emoção ao ver as filhas vestidas iguais, como na infância.

Ilda, Marilda, Jacilda, Maria Aparecida, Eliene, Maria Simone, Valdirene, Wilite, Iracilda e Maria Genita (Foto: Arquivo pessoal)
Ilda, Marilda, Jacilda, Maria Aparecida, Eliene, Maria Simone, Valdirene, Wilite, Iracilda e Maria Genita (Foto: Arquivo pessoal)

Em uma demonstração de gratidão e respeito, nove filhos resolveram homenagear a mãe de 83 anos, relembrando a infância humilde. A homenagem ocorreu em Capinópolis, no Triângulo Mineiro, no dia 16 de novembro.

Ao todo, oito filhas e um filho resolveram se vestir como na infância e homenagear a mãe, dona Maria Genita. Nas décadas de 1960, 1970 até meados da década de 80, era comum o arrimo de família — geralmente o pai— ir à loja e comprar uma grande extensão de um mesmo tecido para confeccionar roupas para os filhos.

A família vivia na região rural do Córrego do Açude, em Capinópolis. Sete dos nove filhos nasceram com o auxilio de parteira. No dia 21 de novembro de 1963, quando comemorava seu aniversário de 27 anos, Maria Genita — grávida— foi a um pasto apanhar mangas e ao retornar, teve de correr de uma vaca furiosa. Ao chegar em casa, após a perigosa aventura, nascia a quarta filha, Iracilda Duarte.

Mesmo com limitações, dona Maria Genita e o esposo Manoel Pereira Duarte, educaram os filhos nos princípios básicos e sólidos de uma família. O amor, harmonia, honestidade e respeito ao próximo eram regras básicas na casa simples dos Duartes.

Conforme citação no livro do escritor Pedro Popó, Manoel Duarte chegou a ficar frente a frente com o ‘Monstro de Capinópolis’, Orlando Sabino, na década de 70. A vizinhança, amedrontada, se abrigava na casa dos Duartes por medo do ‘monstro’. Manoel Pereira Duarte faleceu em 2010 de causas naturais.

Nos dias atuais — bem sucedidos— os nove filhos não esquecem o passado difícil.

Momento de emoção

No dia festa, realizada no Parque de Exposições João de Freitas Barbosa, os filhos entraram no recinto por ordem de nascimento — todos com uma rosa. As mulheres também utilizavam um colar de pérolas, confeccionados pela própria mãe. Dona Maria Genita ficou emocionada ao relembrar o passado de luta, no entanto, repleto de momentos de muita felicidade.

Aproximadamente duzentas pessoas participaram da comemoração. Muitos foram tomados por uma emoção contagiante.

Iracilda Duarte, atual secretária de Educação e Cultura do Município de Capinópolis, relembrou parte da infância com sentimento de gratidão. “Quando nós éramos pequenas, elas nos vestia iguais. Meu pai comprava o tecido na peça e ela mesma fazia os vestidinhos”.

Mesmo comemorando aniversário no mesmo dia da mãe, Iracilda Duarte dedicou a festividade e homenagem à mãe.

(Esq) Maria Genita e Iracilda Duarte (Foto: Arquivo pessoal)
(Esq) Maria Genita e Iracilda Duarte (Foto: Arquivo pessoal)

“Um dos princípios maiores que eu considero no ser humano, que se chama amor, a mamãe semeou — não só com os nove filhos—, mas também com os vinte e um netos e quatro bisnetos que ela tem. Queremos homenageá-la por muitos e muitos anos”, pontuou Iracilda.

Dona Maria Genita tem 21 netos e 4 bisnetos  (Foto: Arquivo pessoal)
Dona Maria Genita tem 21 netos e 4 bisnetos (Foto: Arquivo pessoal)

Homenagem à mãe e filha na Câmara Municipal de Capinópolis:

Em setembro deste ano, Iracilda Duarte e a dona Maria Genita foram homenageadas em Capinópolis. Assista:

Alunos do EJA realizam atividade prática e mostram o valor da alfabetização

Flamenguista é morto a tiros em posto de combustíveis em Uberlândia