Formatura do Progea é realizada em Capinópolis

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Os alunos do quarto e quinto anos do ensino fundamental das escolas municipais ‘Aurelisa Alcântara de Souza’, Higino Guerra’ e ‘Presidente Tancredo de Almeida Neves’ e da Escola Estadual ‘Governador Juscelino’ tiveram na manhã de quinta-feira, dia 21, no salão ‘João Felippe’ a solenidade de formatura no Progea – Programa de Educação Ambiental, ministrado pela Polícia Ambiental de Minas Gerais.

Participaram da solenidade o juiz da Comarca de Capinópolis, Dr. Thales Cazonato Corrêa, a promotora, Dra. Maria Carolina Silveira Beraldo, o prefeito Cleidimar Zanotto, o vice-prefeito Jaisson, a secretária de educação e cultura, Iracilda Duarte, o comandante da PM de Capinópolis, Tenente Renato, o comandante da Polícia Ambiental, sargento Eduardo, a presidente do Comsep – Conselho Comunitário de Segurança Pública, Maria Lenice, diretores de escolas, professores e alunos.

O destaque da solenidade foi a entrada triunfal do mascote do Progea, o Florestinha, que fez a festa com a criançada.

O instrutor do Progea, Sargento Ulisses, falando sobre o programa destacou a importância de se criar uma conscientização ambiental nas crianças tendo em vista que o que elas aprendem hoje vão levar para a vida inteira.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

“Nós não dissemos durante o curso em momento algum que uma ação é certa ou errada com relação ao meio ambiente, nós deixamos que eles próprios dissessem, para isso utilizando três historinhas que são ‘o despertar do pequeno Zeca’, ‘pescando com o vovô Jeremias’ e ‘Juca e a necessidade do meio ambiente’”, disse o sargento Ulisses, explicando que o despertar do pequeno Zeca é a história de um aluno do quarto ano do ensino fundamental que vai dormir e sonha com os animais que falam para ele o que o ser humano está fazendo com elas. Destruindo seu habitat; Pescando com o vovô Jeremias traz para o aluno a questão sobre os recursos hídricos, o que são os rios, córregos, o ciclo da água com uma pescaria diferente onde ele vai lá pescar conhecimento e, a última história, Juca e o meio ambiente, onde ele tem que resolver um problema para arrumar a cerca do curral da fazenda sem derrubar nenhuma árvore, tendo que fazer a reutilização e reciclagem dos materiais.

Os alunos receberam certificados de conclusão do curso e foram também entregues troféus em acrílico para autoridades, diretores e professores das escolas.

Ao final da solenidade as autoridades manifestaram a alegria pelo sucesso na realização de um curso tão importante que visa a conscientização ambiental das crianças.

Escola de Música inicia recitais de final de ano em Capinópolis

Começa o Campeonato Municipal de Futebol em Capinópolis