Debates acalorados pautam sessão da Câmara de Capinópolis

O projeto de Cessão Onerosa — onde o município ‘vende’ o crédito que tem com o Estado de Minas Gerais a uma instituição bancária com deságio— foi amplamente discutido

Cessão ordinária da Câmara Municipal de Capinópolis (Foto: Gabriel Kazuto)
Cessão ordinária da Câmara Municipal de Capinópolis (Foto: Gabriel Kazuto)

O projeto de Cessão Onerosa foi debatido durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Capinópolis nesta segunda-feira (25).

As Conselheiras Tutelares Gisley Rodrigues e Thais Neves Durães fizeram a composição da mesa como convidadas.

Oradores inscritos

O vereador Bernaldo Evaristo Cabral disse que não irá votar contra o povo e contra o funcionalismo público. O parlamentar defende que o Estado de Minas Gerais pague os R$5,8 milhões parcelados em 33 meses.

João Mackhoul (PTB) salientou que todos os vereadores defendem o povo e o funcionalismo público. O vereador ainda criticou o governo do PT, que administrou o Estado de Minas até 2016. “O credito que Capinópolis tem à receber, é oriundo de repasses que deixaram de ser efetuados pelo governo passado”.

Gilvan Gama (PTB) relembrou a importância dos recursos, ora não recebidos por Capinópolis.

Aparecido Ribeiro (PSDB) criticou o SAMU pela demora no atendimento a uma mulher que caiu do telhado de uma casa nesta segunda-feira (25). O vereador também criticou a falta de remédios na farmácia pública.

Daniel França (SD) ressaltou o lançamento do projeto Seleções do Futuro, ocorrido na tarde desta segunda-feira (25).

Ivo Américo (DEM) relembrou o aniversário de 54 anos da CEPET em Capinópolis.

Edward Sales Moreira (PSDB) se demonstrou a favor do projeto de cessão onerosa. Sales também ressaltou que um trabalho para auxiliar os pacientes que distúrbios mentais deve ser realizado em Capinópolis. O parlamentar se referiu à tentativa de suicídio ocorrida em Capinópolis nesta segunda-feira (25).

Caetano Neto da Luz (PSDB) criticou a areia na quadra do bairro Alvorada. A areia foi depositada na quadra durante o evento esportivo realizado no início de outubro deste ano.

Todos os premiados, autoridades e membros do Conselho do Esporte
(Arquivo/Tudo Em Dia)

MATÉRIAS APROVADAS

Emenda Modificativa — Daniel Alves França — Acrescentando-se a importância de R$10.000,00 (Dez Mil Reais) na seguinte dotação orçamentária:

Unidade: 02.07 – Fundo Municipal de Saúde
Adição dotação 357:
Suplementação de dotação orçamentária no valor de R$10.000,00
3.3.90.39.00 – Outros serviços de terceiros — pessoa jurídica fonte 159 — transferência de recursos do sistema único de saúde – SUS – Bloco de custeio das Ações e Serviços.
Redução Dotação 356:
Anulação de dotação orçamentária no valor de R$10.000,00 3.3.90.36.00 – Outros serviços de terceiros — Pessoa jurídica Fonte 159 — transferência de recursos do sistema único de saúde (SUS) – Bloco Custeio das Ações e Serviços.

Emenda modificativa — Caetano Neto/Luciano Belchior — 1º) Não será admitida cessão onerosa com deságio superior a 20% do valor do crédito devido pelo Estado de Minas Gerais ao Município de Capinópolis.

2º) Efetuada a cessão deverá o Executivo apresentar Plano de Trabalho ao Legislativo, disponibilizando-o em seu sítio para acesso pela população, especificando as atividades que serão desenvolvidas com os recursos públicos recebidos antecipadamente com a cessão.

3º) Dos recursos auferidos com a cessão onerosa 15% deverão ser aplicados na Saúde e 25% dos recursos serão utilizados na Educação.

4º) Os 60% restantes serão aplicados em conformidade como previsto no Plano plurianual, Lei de Diretrizes Orçamentárias e Lei Orçamentária, devendo se dar prioridade à recomposição e restruturação salarial dos funcionários públicos municipais, e adequação salarial dos profissionais técnicos do município, obedecendo-se todavia o limite imposto pela legislação eleitoral, em quaisquer hipóteses, para o período em que for utilizado”.

Emenda Modificativa — Luciano Belchior / Caetano Neto da Luz.
“Art. 1º Fica incluído no art. 171 da Lei Complementar nº. 39 de 15 de setembro de 2006, o inciso IV, com a seguinte redação:
Os feirantes vendedores de produtos hortifrutigranjeiros, agricultores familiares e os pescadores artesanais.

Indicação 176/2019 — Neide Aparecida Martins — Determinar a poda de árvores para a população de baixa renda que não tem condições de arcar com os referidos custos.

Indicação 177/2019 — Neide Aparecida Martins — Instalar grades coletoras de resíduos sólidos nas bocas de bolos existentes por conta dos referidos resíduos que por diversas vezes causam transtornos à população.
Indicação 178/2019 — Caetano Neto da Luz— Promover obras de infraestrutura na Avenida ‘João de Freitas Barbosa’ executando obras de terraplanagem, pavimentação asfáltica ou calçamento do trecho entre a Rua 96 até o Bairro Morada Nova, determinando-se a realização das referidas obras também na parte remanescentes da mesma Avenida, no Bairro Paraíso, sentido Trevo de acesso à Capinópolis.

Indicação 179/2019 — Caetano Neto da Luz — Determinar a retirada ou modificação das rotatória da Avenida 101 com a Rua 102 e ainda, substituir a referida rotatória por semáforo ou travessia elevada.

Projeto de Lei 1.920 — Luciano Belchior — Institui o Programa Municipal de Incentivo e Apoio aos pequeno produtos rurais e Agricultura Familiar do Município de Capinópolis.

O Projeto de Lei Complementar 162/2019 – que cria a ouvidoria no Município de Capinópolis, de autoria do vereador Luciano Belchior, foi aprovado de forma unânime.

Equipe de vôlei de Ituiutaba conquista torneio em Monte Alegre de Minas

Polícia Civil apreende suspeito de matar grávida em Santa Vitória