Projeto ‘Seleções do Futuro’ é lançado em Capinópolis

O projeto do Governo Federal, em parceria com o município, tem o objetivo de democratizar o acesso de crianças e adolescentes da escola pública na prática do futebol de grama

 Salão de eventos João Felippe ficou lotado durante o lançamento do projeto (Imagens: Paulo Braga / Gabriel Kazuto — Tudo Em Dia)
Salão de eventos João Felippe ficou lotado durante o lançamento do projeto (Imagens: Paulo Braga / Gabriel Kazuto — Tudo Em Dia)

O projeto ‘Seleções do Futuro’ foi lançado oficialmente em Capinópolis na tarde da última segunda-feira (25) de novembro. O projeto do Governo Federal tem o objetivo de fortalecer o futebol de grama e democratizar ainda mais a prática do esporte no interior do Brasil. O projeto tem contrapartida do município.

A cerimônia de lançamento do projeto ocorreu no Salão de Eventos João Felippe. O Estádio Norberto Simari será utilizado como central de treinamentos.

Assista à reportagem:

Para garantir a qualidade básica das equipes — formadas por crianças e jovens de 6 a 17 anos, de ambos os sexos— os atletas receberão kit composto de chuteira e uniformes completos.

Em Capinópolis, 200 vagas foram disponibilizadas e até o final da tarde de segunda-feira, 178 já haviam sido preenchidas. Para garantir uma das vagas, a criança ou adolescente deverá estar matriculado e frequentar regularmente a escola pública.

Muitos pais aproveitaram e efetuaram a matricula dos filhos durante o lançamento do projeto.

Assim que tomaram conhecimento da importância do projeto, muitos pais fizeram fila para matricular os filhos (Foto: Paulo Braga / Gabriel Kazuto — Tudo Em Dia)
Assim que tomaram conhecimento da importância do projeto, muitos pais fizeram fila para matricular os filhos (Foto: Paulo Braga / Gabriel Kazuto — Tudo Em Dia)

Os instrutores que estarão à frente do projeto, em contato direto com os atletas, participaram do lançamento do ‘Seleções do Futuro’.

Os vereadores Daniel França (SD) e João Makhoul (PTB) representaram o Poder Legislativo. O vice-prefeito Jaisson Souza e os assessores do deputado Zé Vitor (PMN), Ernesto Moraes e João Paulo, também fizeram a composição da mesa de autoridades.

Equipe que estará à frente do projeto, no contato direto com os atletas (Foto: Paulo Braga / Gabriel Kazuto — Tudo Em Dia)

Categorias:

Ao todo, seis categorias, definidas por faixa etária, integram o projeto.

» Pré-fraldinha – 6 e 7 anos
» Fraldinha – 8 e 9 anos
» Pré-Mirim – 10 e 11 anos
» Mirim – 12 e 13 anos
» Infantil – 14 e 15 anos
» Juvenil – 16 e 17 anos

Para atletas das categorias pré-fraldinha à mirim, o programa introduzirá elementos psicomotores ligados a movimentos manipulativos, locomotores e combinados, compreendendo noções de lateralidade, tempo e espaço.

Ronilson Aparecido da Silva é pai de um dos atletas mirins e pontuou a importância do projeto. “A importância é muito grande para cidade, para tirar as crianças da rua. E um projeto como esse ajuda muito na inclusão social dos garotos. A gente que jogou futebol sabe o tanto que é importante ter o material, que é de suma importância. Esse projeto vem de encontro com a necessidade da cidade — tirar as crianças das drogas, tirar as crianças da rua e ajudar os pais com a educação das crianças”.

Segundo Queli Franco, uma das organizadoras locais do projeto, o “Seleções do Futuro” fará a diferença no município. Esse projeto veio para inovar no nosso município. Esse projeto tem a vigência, no momento inicial, de 12 meses. Nós iniciamos agora em novembro, com permanência para novembro do ano que vem. Mas se o trabalho for feito corretamente e os nossos argumentos ainda forem satisfatórios, a gente pode prorrogar por mais um, por mais dois, por mais três anos. O que a gente precisa, é não perder a esperança e a fé de fazer a diferença no nosso município. Por mais simples que seja, eu tenho certeza que esse projeto vai fazer uma diferença gigantesca”.

De acordo com o prefeito Cleidimar Zanotto, vale a pena investir no esporte. “O projeto está orçado em R$182 mil, e o município está entrando com quase R$18 mil de contrapartida. O Governo Municipal também fornecerá estrutura, o campo de futebol, vestuário entre outros. Podemos afirmar que vale a pena você investir no espote”, destacou o prefeito.

Segundo José Alfredo, conhecido ‘Bica’, o horário dos treinos será contraposto ao período de aula dos atletas. “Hoje nós temos 178 inscrito. Esse projeto vai ver os horários das aulas (…) os meninos que estudam cedo, vão fazer a tarde, e os que estudam a tarde vão fazer de manhã. A gente tem que agradecer muito a administração por ter trazido esse projeto para nossa cidade”.

Daniel França, vereador, destacou a importância da ocupação dos jovens e crianças. “Investindo em esportes, a gente vai colocar nossas crianças, nossos adolescentes, em contato direto com a pratica esportiva. [Iremos] colocar a mentalidade deles para coisas boas, e não ter espaço para coisas ruins, as mazelas da sociedade”.

Fotos:

CEPET comemora 54 anos de serviços prestados à Capinópolis

Criança de 10 anos desaparece após sair para nadar no Rio Paranaíba