PMMA apreende mais de 20 sacos de carvão ilegal em Canápolis

A autora foi autuada em R$ 2.598,12 por carvão sem procedência

Carvão ilegal foi apreendido após denúncia anônima (Foto: PMMA)
Carvão ilegal foi apreendido após denúncia anônima (Foto: PMMA)

Mais de 20 sacos de carvão sem origem comprovada foram apreendidos pela Polícia Militar de Meio Ambiente (PMMA) em Canápolis. O militares ambientais chegaram até o material ilegal nesta quarta-feira (15) de janeiro, após denúncia anônima.

Durante a fiscalização constatado o armazenamento 22 sacos de carvão vegetal, que somados perfazem o total de 02 metros de carvão, os quais estavam sendo armazenados de forma contrária as normas ambientais, ou seja, sem a devida comprovação de origem – documento de controle ambiental obrigatório.

Diante da infração constatada foram aplicadas as penalidade administrativa: multa simples, com a lavratura de autuação de infração no valor de R$ 2.598,12 e apreensão de todo o carvão armazenado irregularmente.

A conduta de guardar carvão empacotado sem a licença válida para todo o tempo do armazenamento outorgada pela autoridade competente configura, em tese, o crime ambiental previsto no art. 46, parágrafo único, da Lei n. 9.605/98, que prevê pena de detenção de seis meses a um ano.

Foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO onde autora do fato assumiu o compromisso de comparecer à audiência no Juizado Especial Criminal já agendada, para responder por seus atos.

Leia também:

Leilão com oportunidade de compra de imóveis em Canápolis será na sexta (17)

‘Selva Mágica’ é uma das atrações de férias do Center Shopping