Usina CRV é uma das responsáveis pelo saldo positivo de empregos na região do Pontal

Ipiaçu, Canápolis e Capinópolis foram impulsionadas pelas atividades do setor agrícola e de serviços. No quarto lugar, em proporção, ficou a cidade de Ituiutaba

Diretor da CRV Industrial (camisa preta) posa de forma descontraída com colaboradores da unidade de Capinópolis (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)
Diretor da CRV Industrial (camisa preta) posa de forma descontraída com colaboradores da unidade de Capinópolis (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)

O Brasil registrou a criação de 644 mil vagas de emprego formal em 2019, 21,63% a mais que o registrado no ano anterior. 

Na região do Pontal do Triângulo Mineiro, Ipiaçu, Canápolis e Capinópolis foram as cidades que, proporcionalmente, tiveram maior saldo positivo na geração de empregos. Santa Vitória foi o único município da região a apresentar saldo negativo na geração de vagas de trabalho.

As informações oficiais são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram compiladas pelo Tudo Em Dia.

Entre admissões e demissões, Ipiaçu registrou um saldo positivo de 49,88%. Canápolis vem em segundo lugar com 35,13% de saldo positivo, seguido por Capinópolis com 17,48%, Ituiutaba com 8,48% e Cachoeira Dourada com 3,34%.

Gurinhatã teve um saldo igual de admissões e demissões. O resultado negativo ficou por conta de Santa Vitória, com saldo de -6,44% na geração de emprego — quando comparado com contratações e demissões.

Funções que mais empregaram

A usina sucroenergética CRV Industrial, instalada no Município de Capinópolis, foi uma das responsáveis pelo saldo positivo de vagas em Ipiaçu e no município capinopolense.

O Condomínio Agrícola, um braço da CRV Industrial, está registrado em Ipiaçu e é responsável pelas contrações agrícolas.

As funções que mais empregaram em Ipiaçu foram a de trabalhador da cultura de cana-de-açúcar e tratorista. Já em Capinópolis, as funções de agente de pátio, eletricista de instalações e ceramista foram os destaques.

A unidade mineira da CRV Industrial dará início às atividades de produção industrial em 2020. A expectativa é produzir de etanol anidro e hidratado, além de iniciar a produção de açúcar, no segundo semestre.

A expectativa da CRV, de acordo com a assessoria, é de abrir mil novos postos de trabalho para atuação no campo e na indústria.

Em 2019, o Tudo Em Dia produziu uma reportagem onde apontava o potencial da usina sucroenergética na geração de emprego e renda. Reveja:

Mutirão de limpeza contra a dengue teve início em Capinópolis

Autoridades apresentam plano para combater criminalidade em Capinópolis