Laboratório clandestino que fabricava emagrecedor é fechado em Ituiutaba

Os rótulos do medicamento fraudulento eram impressos em um outro endereço, no bairro Santa Maria

Foto: PMMG
Foto: PMMG

Um laboratório clandestino que fabricava a versão do emagrecedor ‘Moder Diet’ — foi fechado pela Polícia Militar (PM), nesta terça-feira (04), em Ituiutaba. O laboratório funcionava no Nadime Derze II e já estava sendo monitorado pela PM.

O medicamento é comercializado na internet como extrato de ervas naturais e promete um emagrecimento rápido. Segundo a PM, muitos pacotes saiam do local com destino aos Correios.

Um homem conduzindo uma caminhonete Toyota/SW4 foi monitorado nesta terça feira. A caminhonete é registrada na cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, no entanto, uma placa do Mercosul tinha o objetivo de não chamar a atenção.

Com o apoio do sistema de videomonitoramento, o condutor foi abordado no Centro da cidade com vários pacotes do medicamento. As encomendas seriam postadas nos Correios.

De volta ao Nadime Derze II, os militares entraram no laboratório e encontraram uma grande quantidade de medicamentos e embalagens. Os rótulos falsos da medicação eram impressos em um outro local no bairro Santa Maria.

O homem suspeito foi preso.

Foto: PMMG
Foto: PMMG

Sibutramina e fluoxetina

Exames laboratoriais não foram efetuados no medicamento falsificado em Ituiutaba. No entanto, um laboratório clandestino na região rural de Goiás, produzia o mesmo medicamento com a perigosa substância sibutramina.

No final de 2019, o programa ‘Fantástico’, da Tv Globo, exibiu reportagem onde apontava os perigos do ‘Moder Diet’. Segundo a publicação, o mesmo medicamento era comercializado com o nome de “Fit gold” em outras regiões do país. O medicamento adulterado foi analisado pelo Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina, que além de sibutramina e fluoxetina, encontrou também diazepam, usado no tratamento de síndromes de ansiedade. 

Foto: PMMG
Foto: PMMG

A sibutramina

A princípio, a sibutramina foi testada como antidepressivo, mas teve um efeito insignificante no tratamento. A substância tinha a ação de reduzir a fome do paciente por meio de alteração na comunicação dos neurônios.

Como efeito colateral, a sibutramina pode causar alterações no ritmo que o coração bate por minuto (arritmias cardíacas e taquicardia), sensação de batedeira no peito (palpitações), tonteiras, desmaios rápidos, pequenos infartos, derrame cerebral (AVC), enjoo, vômitos, prisão de ventre, nervosismo, insônia, dor de cabeça, irritabilidade, convulsões, dormências, alterações no humor, rinite, sinusite, entupimento do nariz e inflamações na garganta.

CRV Industrial (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)

CRV Industrial abre vagas para jovens aprendizes

Alerta de chuva forte no Triângulo e Alto Paranaíba