Vitória segura Imperatriz e segue na Copa do Brasil: “Time remontado”

O Vitória fez valer o regulamento da primeira fase da Copa do Brasil, em que o empate classifica o time visitante, e segurou a igualdade sem gols com o Imperatriz no Estádio Frei Epifânio. Apesar de a equipe maranhense, que atuava em casa, ter tomado a iniciativa da partida desta terça-feira (11), os baianos foram pouco exigidos – mesmo após a expulsão de Guilherme Rend, que deixou o Rubro-Negro com um a menos aos 37 minutos da etapa final.

“Acabou sendo um resultado justo pelo que as equipes fizeram. Poucas chances de gol. (O Vitória) É um time que está sendo remontado. Ficou pouca gente do ano passado. Esses campeonatos (Copa do Brasil e Copa do Nordeste) servem de base para ajeitar o time para o que é o grande objetivo do ano, que é voltar para a Série A”, destacou Geninho, técnico do Vitória, à Rádio Mirante de Imperatriz (MA), após a partida.

A classificação vem a calhar não só esportivamente. Em dificuldades financeiras, o Vitória embolsará R$ 650 mil por ter avançado de fase. Pela participação na Copa do Brasil, o Rubro-Negro já havia recebido R$ 540 mil.

Na segunda fase, os baianos receberão quem avançar entre Lagarto e Volta Redonda, que se enfrentam na próxima quarta-feira (19) no Estádio Albano Franco, em Lagarto (SE). Na próxima etapa da Copa do Brasil, não há mais a vantagem do empate para o time visitante. Em caso de igualdade, a vaga será definida nos pênaltis.

A competição segue nesta quarta-feira (12) com 13 jogos.

Goiás lamenta “falta de competência” em derrota pela Sul-Americana

Ronaldo Nogueira é exonerado da presidência da Funasa