Palestra levou informações sobre ansiedade e depressão à Capinópolis

A palestra faz parte de uma iniciativa que leva orientações relevantes à população de Capinópolis de forma gratuita

Uma palestra com informações importantes sobre a ansiedade e depressão foi realizada em Capinópolis, no Triângulo Mineiro, na última sexta-feira (14).

Wellington Santana Ferreira, psicólogo clínico e hipnoterapeuta foi o palestrante. O evento foi uma parceria das secretarias de Desenvolvimento Social, Educação e Saúde com a instituição ‘Amor Exigente’.

Assista à reportagem:

Dr. Wellington falou à reportagem do Tudo Em Dia, sobre a ansiedade vivida na nossa sociedade na atualidade. “Muitos casos de ansiedade podem levar à depressão. A depressão, ela não tem uma causa específica, ela tem algumas supostas causas, mundialmente conhecidas, como por exemplo, fatores genéticos, a pessoa herda isso dos genes dos pais, fatores sociais, o meio onde a pessoa vive. Pessoas que ficam muito tempo em rede social, em jogos digitais, podem ser um candidatos a ter ansiedade mais agravada”.

Humberto Rodrigues da Cunha, presidente do ‘Lar Fraterno Odovilho Alves Garcia’, falou da parceria com o Governo Municipal para levar informações relevantes à população. “Um dependente químico, a família também está na dependência, um depressivo, a família também gira em torno da depressão e também fica deprimida. Então, tudo precisa de ser atendido, e o ‘Amor exigente’, que tem psicólogos, tem assistentes sociais, pessoas voluntárias, vão saber acolher essa pessoa também”.

Valéria Rampazzo, secretária de Desenvolvimento Social do Município de Capinópolis salientou que as parcerias estão abertas.”Nessa sociedade competitiva, diferente, digital, que nós estamos vivendo hoje, a gente precisa de ter ferramentas, para poder combater a ansiedade e depressão. Todo mundo trabalha sobre pressão hoje, por mais que queira ou não trabalhar, mas como eu disse é uma sociedade competitiva, a gente trabalha sim. Então, mesmo que eu não sofra disso, mas eu posso ter um familiar, eu posso ter um vizinho, um amigo, que esteja precisando. A secretária de desenvolvimento social, está aberta sim para trazer temas diferentes, e que com certeza vão transformar ou melhorar a vida das pessoas. É isso que a gente procura, com certeza a gente vai trabalhar para isso”.

Sintomas emocionais da depressão

  • Grau elevado de ansiedade;
  • Falta de motivação para atividades que antes eram prazerosas;
  • Medos e fobias que antes não existiam;
  • Dificuldade de concentração em atividades rotineiras;
  • Perda ou aumento de apetite;
  • Pessimismo elevado;
  • Indecisões e inseguranças;
  • Insônia;
  • Sensação de vazio interior;
  • Irritabilidade excessiva;
  • Raciocínio lento e esquecimento;
  • Angústia e vontade de morrer.

Sintomas físicos da depressão

  • Má digestão;
  • Azia e constipação do intestino;
  • Flatulências;
  • Tensão na nuca, nos ombros e dores de cabeça;
  • Intensa pressão no peito;
  • Imunidade baixa.

Entenda: novas regras para recolhimento de lixo eletrônico

Conheça as atrações do ‘Capim Folia 2020’