Intoxicação alimentar no carnaval, como evitar?

Sem Censura traz orientações para evitar a intoxicação alimentar neste carnaval, além de recomendações para quem não conseguir escapar. Beber água é fundamental.

Vera Barroso e Bruno Barros entrevistam a engenheira de alimentos Pryscilla Casagrande e o médico gastroenterologista Antônio Carlos Moraes.Eles fazem alertas para o consumo de alimentos fora de casa, especialmente nessa época, de maior calor. 

Pryscilla Casagrande coordena o Centro de Competência de Alimentação e Saúde da Proteste, que é a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor. Engenheira de alimentos, explica como ocorre a contaminação no dia a dia. No programa, também fala dos cuidados que é preciso ter com os alimentos.

Já o médico Antônio Carlos Moraes é o presidente da Associação de Gastroenterologia do Rio de Janeiro. Ele explica como identificar e tratar a intoxicação.

A intoxicação é resultado da ingestão de água ou alimentos contaminados por bactérias, fungos, vírus, por exemplo, durante o preparo, a manipulação ou o armazenamento. Os sintomas variam entre cólicas, náuseas, vômitos e diarreia. A maioria dos casos passa em poucos dias. Beber muita água é fundamental. 

Plásticos podem estar presentes no ar que respiramos

Bolsonaro dá posse a Braga Netto na Casa Civil