Atacante Millene retorna ao Corinthians

Eleita a melhor jogadora do último Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, do qual foi artilheira com 19 gols, Millene está de volta ao Corinthians. A atacante, que balançou as redes 34 vezes em 75 jogos pelo Timão nas duas últimas temporadas, teve o retorno anunciado nesta sexta-feira (21).

A jogadora de 25 anos chega por empréstimo, até o meio do ano, do Wuhan Xinjiyuan, da China – clube que cedeu a também atacante Bia Zaneratto ao Palmeiras, pelo mesmo período. O vínculo pode, eventualmente, ser estendido. Ela se apresenta na próxima semana para iniciar as avaliações físicas e médicas e começar a treinar com o elenco.

O Campeonato Chinês está sem previsão de retorno por causa do surto de coronavírus, com epicentro exatamente na cidade de Wuhan. Com isso, a equipe liberou suas atletas para buscarem novas equipes até a volta das atividades. Millene passou duas semanas de quarentena em um hospital de Lisboa, em Portugal. Os exames não encontraram nenhum indício de contaminação. Durante a quarentena, a atacante postou vídeos treinando. 

Embora mantivesse em sigilo a negociação, o Timão nutria esperanças de repatriar a atacante. Quando divulgou a numeração oficial do time feminino para 2020, a camisa 14 – que costumava ser a de Millene – estava sem dona. Pelo Alvinegro, a jogadora foi campeã nacional (2018), Paulista e da Libertadores (ambos em 2019).

“É muita alegria. Uma sensação indescritível tornar a vestir esse manto alvinegro. Fui muito feliz no Corinthians: conquistei títulos, marquei história com recordes coletivos e individuais. Volto à minha casa para rever a torcida mais apaixonada e Fiel que existe”, disse a atacante em depoimento ao site oficial do clube paulista.

Millene é o quarto reforço do Corinthians para a temporada. Além dela, o Timão acertou com a lateral Poliana e as meias Gabi Portilho e Andressinha. Com 100% de aproveitamento após três rodadas, as alvinegras dividem a liderança do Brasileirão com Santos e Ferroviária, ficando atrás dos rivais no saldo de gols.

Dólar fecha próximo da estabilidade, mas volta a registrar recorde

Em 48 horas, Ceará registra 51 assassinatos