Coronavírus: Justiça dá a Paraty direito de manter casal internado

A Justiça do Estado do Rio de Janeiro concedeu ao município de Paraty o direito de manter em internação hospitalar um casal de franceses que são suspeitos de ter contraído o coronavírus. O processo está em segredo de justiça.

O casal está entre os nove casos suspeitos no estado de terem contraído o Covid-19, o novo coronavírus, surgido na China no fim do ano passado. No estado do Rio ainda não há casos confirmados. De acordo com o último boletim do Ministério da Sáude, em todo o país, são monitorados 132 casos suspeitos.

Até o momento, há um caso confirmado no país. Trata-se de um homem de 61 anos, morador da cidade de São Paulo, que esteve na região da Lombardia, no norte da Itália, entre os dias 9 e 21 de fevereiro.

Em todo o mundo, são 82.294 casos confirmados. Até o momento, 2.804 pessoas morreram.

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, usar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar, ou tossir, e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) criou um grupo de trabalho multidisciplinar com pesquisadores da área da saúde a fim de desenvolver ações de orientação, diagnóstico e tratamento de possíveis casos da doença.

Para orientar o público, o grupo de trabalho produziu um boletim com informações sobre a origem do vírus, a forma de transmissão, os sintomas causados e as medidas de prevenção.

Prefeitura

Em nota, a prefeitura da Paraty informou que o casal de franceses está sendo monitorado desde ontem (27) pela equipe do Hospital Municipal. Conforme protocolo do Ministério da Saúde, o casal teve material coletado para análise e enviado ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-RJ). O resultado deve sair em até 48 horas.

A prefeitura diz que os dois pacientes estão em áreas isoladas, não havendo motivo para alarme da população. A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica e Vigilância Sanitária, acompanha os casos junto à Secretaria Estadual de Saúde e Vigilância Estadual.

A nota esclarece ainda que, por determinação do Ministério da Saúde, turistas estrangeiros que buscam atendimento na rede municipal com sintomas de doenças respiratórias e provenientes dos 16 países com circulação ativa do vírus passaram a ser orientados a permanecer em observação até resultados conclusivos de exames. 

Coronavírus: governo tenta evitar escassez de equipamento de segurança

Vasco estreia amanhã na Taça Rio contra o Resende, em Volta Redonda