EUA e talibãs assinam acordo e tropas devem deixar o Afeganistão

Os Estados Unidos e os representantes dos talibãs assinaram hoje (29), no Qatar, um acordo de paz histórico para o Afeganistão. Este pode ser o ponto final num conflito que já dura há 18 anos.

Para além do fim dos combates, durante os próximos 14 meses será concluída a retirada dos soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e dos Estados Unidos.

Essa retirada fica, no entanto, pendente do respeito dos talibãs pelo acordo e do seu compromisso de combater o terrorismo. O secretário da Defesa americano, Mark Esper, afirmou que os Estados Unidos “não hesitarão em anular o acordo” se este for desrespeitado.

A assinatura do documento ocorre uma semana depois de a coligação internacional – liderada pelos Estados Unidos – e os talibãs se comprometerem a reduzir a violência na região.

Pesquisadores de SP fazem sequenciamento genético do coronavírus

Governo do Maranhão descarta um caso suspeito de novo coronavírus