Coronavírus: viagens de ônibus devem seguir orientações da OMS

Devido ao surto do coronavírus, empresas de viagens rodoviárias vêm adotando medidas preventivas sugeridas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati), ela orienta as empresas associadas a seguirem os protocolos de prevenção contra o Covid-19, recomendados pelo Ministério da Saúde, tanto internamente quanto na prestação de serviço aos passageiros.

Empresas de transportes terrestres se colocaram à disposição do Ministério da Saúde para divulgação e adoção de medidas contra a propagação do coronavírus.

A Abrati orienta as empresas que reforcem a higienização dos ônibus, redobrem a atenção quanto à disponibilidade de água e sabão nos sanitários dos veículos e disponibilizem álcool gel em locais de atendimento no embarque.

Gotículas respiratórias

Segundo a OMS, o novo coronavírus se espalha principalmente pelo contato com uma pessoa infectada através de gotículas respiratórias geradas pela tosse ou espirro, que podem ser inaladas ou contaminar as mãos e as superfícies.

A OMS considera o Covid-19 como situação pandêmica. Devido aos níveis alarmantes de disseminação, muitos países estão impondo proibições temporárias a viagens a países com grande número de infecções. No Brasil, o Ministério da Saúde confirmou hoje (12|) 60 casos do novo coronavírus.

Bolsa de valores aciona circuit breaker pela segunda vez nesta quinta

Coronavírus: São Paulo disponibilizará mais mil leitos de UTI