Coronavírus: prefeitura de Salvador anuncia suspensão das aulas

O prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, anunciou hoje (16) novas medidas para prevenir o aumento do número de casos do coronavírus na capital baiana. Entre as medidas estão a suspensão das aulas nas redes pública e privada de ensino e do funcionamento das academias de ginástica e dos cinemas. A suspensão será por 15 dias contados e entra em vigor na quarta-feira (18).

A prefeitura anunciou também a suspensão da exigência de recadastramento dos servidores públicos municipais aposentados ou pensionistas; suspensão das férias e licenças dos funcionários das secretarias municipais de Saúde e de Promoção Social e Combate à Pobreza, além dos servidores da Guarda Civil Municipal e da Defesa Civil. ACM Neto anunciou ainda autorização de trabalho remoto para colaboradores acima de 65 anos, exceto em atividades consideradas essenciais ou estratégicas, e o fechamento dos parques públicos por tempo indeterminado.

“Como informamos na semana passada, podemos tomar novas iniciativas a qualquer momento para prevenir a proliferação do coronavírus na cidade”, disse o prefeito.

No último sábado (14), ACM Neto já havia proibido, por tempo indeterminado, a realização de qualquer evento ou atividade para mais de 500 pessoas na cidade e o impedimento de viagens internacionais para servidores. Além disso, aqueles colaboradores que estejam retornando de viagens internacionais da Europa, da China, do Irã ou dos Estados Unidos deverão fazer o teste para o coronavírus e permanecer em isolamento residencial por sete dias.

“Vamos esperar o que acontece na Itália chegar até aqui para só depois tomar as medidas? Esse comportamento de minimizar o problema é uma atitude irresponsável. Aqui em Salvador vamos antecipar as decisões”, finalizou.

*Com informações da prefeitura de Salvador

Brasileiros desenvolvem vacina para combater variedade do coronavírus

SP vai regular fluxo de pessoas em postos do Poupatempo e Bom Prato