General Augusto Heleno testa positivo para Covid-19. Governador de MG testa negativo para a doença

Cinco pessoas estão contaminadas pelo coronavírus em BH. 14 casos foram confirmados em Minas Gerais. Chefe do Executivo mineiro esteve com pelo menos duas pessoas que tiveram teste positivo para a infecção

Brasilia DF 31 10 2018 O general da reserva Augusto Heleno, futuro ministro da Defesa no governo de Jair Bolsonaro, chega para reunião com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, no Palá¡cio do Planalto Valter Campanato/Ag. Brasil

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) general Augusto Heleno testou positivo para o novo coronavírus. A informação foi confirmada a VEJA por duas fontes do governo. Minutos depois, Heleno afirmou em sua conta no Twitter que está assintomático, isolado em casa e aguardando o resultado da contraprova.

O ministro do GSI tem 72 anos e, pela idade, está dentro do chamado grupo de risco. Além de pessoas idosas, com mais de 65 anos, asmáticos, pessoas com doenças cardíacas, fumantes e diabéticos também estão entre os mais propensos a apresentar os sintomas mais graves da infecção.  

Com isso, sobe para dezesseis o número de membros que integraram a comitiva de Bolsonaro ou tiveram contato com o grupo nos Estados Unidos que testaram positivo para o coronavírus. Na terça-feira 17, a contraprova realizada pelo deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC) resultou positivo.

Governador de Minas Gerais testa negativo para covid-19

O governador Romeu Zema (Novo) recebeu nesta terça-feira (17) resultado negativo para o exame de coronavírus. O chefe do Executivo esteve com pelo menos duas pessoas que testaram positivo para a doença nos últimos dias. 

Sem apresentar sintomas, Zema se isolou de forma voluntária nessa segunda-feira (16) depois que Flávio Roscoe, presidente da Fiemg, com quem esteve na última quinta-feira (12), o informou sobre o resultado positivo para a doença.

Oportunidade de trabalho para motoristas em Capinópolis

Cartório Eleitoral paralisa agendamentos e atendimentos devido ao coronavírus