Com 81 casos suspeitos de Covid-19, Ituiutaba mantém comércio fechado

O comércio de atividades não essenciais deverá retornar apenas no dia 18 de abril, caso o Decreto da Prefeitura de Ituiutaba não seja renovado

A assustadora crise no sistema de saúde em todo o mundo, proporcionada pelo novo coronavírus (Covid-19), pode ter impactos profundos e traumáticos na região do Triângulo Mineiro. A grande maioria da população é amparada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que sofre há anos com subfinanciamento e precariedade.

Os gestores da saúde pública em toda a região vem se preparando para um cenário mais crítico. Investimentos sendo efetuados no sistema de saúde, parcerias entre os Poderes também são notórios no enfrentamento à doença. Por outro lado, a pandemia deixa a população isolada e aflita quanto ao futuro de seus empregos, renda e subsistência.

Com 81 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, Ituiutaba — a maior cidade do Pontal do Triângulo Mineiro— deve manter as medidas mais intensas, já adotadas anteriormente.

O comércio das cidades da região está fechado e apenas atividades básicas estão em funcionamento. O comércio de Ituiutaba deve permanecer parcialmente fechado por mais duas semanas.

A decisão foi decretada pelo Governo Municipal na última terça-feira (31.mar.2020) e deve perdurar até o dia 17 de abril.

A medida preventiva também é aplicada à administração municipal, no entanto, pode ser revista caso novas recomendações do Estado de Minas Gerais e do Ministério da Saúde.

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), ainda não há casos confirmados da doença.

Convergência de forças para combater a doença

A 1ª. Vara do Trabalho de Ituiutaba repassou R$560 mil para Fundo Municipal de Saúde de Ituiutaba. Os recursos serão utilizados para o enfrentamento da doença infectocontagiosa.

“O poder Judiciário, em especial a seara trabalhista, sempre acostumada a voltar seu olhos ao social, tendo como protagonistas em seu palco maior trabalhadores e empregadores, molas propulsoras do crescimento econômico deste país, igualmente se esmera incansavelmente em contribuir com seu dever institucional, seja para minimizar riscos na contenção da pandemia com suas tutelas inibitórias, seja redirecionando valores outrora constantes do processo para concreta e urgentemente aparelhar o Estado e empresas no combate ao COVID-19“, disse a magistrada Dra. Carolina Lobato Goes de Araújo Barroso.

Cidades da região também adotam medidas intensas

Capinópolis, há 32km de distância de Ituiutaba, implementou duas barreiras sanitárias na entrada da cidade. O município é um dos que mais se preparam para o enfrentamento ao coronavírus. Assista:

O Ministério Público Estadual de Minas Gerais (MPE/MG), representado pela promotora de Justiça da comarca de Capinópolis, Dra. Maria Carolina Silveira Beraldo, está empenhado em mitigar os efeitos de possíveis casos de infecção pelo novo coronavírus no município. Cerca de R$226 mil serão repassados à saúde pública para compra de equipamentos.

Além de dois respiradores mecânicos, outros equipamentos que compõem o conjunto serão adquiridos. Bombas de infusão de medicamentos e monitores cardíacos estão na lista.

A Câmara Municipal de Capinópolis também destinará recursos à saúde pública. Ao todo, serão destinados R$100 mil para enfrentamento ao coronavírus no município. Os recursos financeiros da Câmara serão destinados a aluguel de leito equipado, caso algum paciente de Capinópolis apresente quadro agudo de Covid-19. O Legislativo também está destinando recursos à Secretaria de Assistência Social para aquisição de cestas básicas.

A reunião foi realizada na manhã desta quarta-feira (01.abr.2020) no plenário do Legislativo (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)
A reunião foi realizada na manhã desta quarta-feira (01.abr.2020) no plenário do Legislativo (Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia)

Uberaba registra terceira morte por suspeita de Covid-19

Pesquisadores da USP criam respirador 15 vezes mais barato