Covid-19: Decreto determina isolamento de pessoas do grupo de risco em Ituiutaba

O decreto também salienta que as empresas autorizadas a operar, devam exigir que os clientes utilizem máscaras de proteção no interior dos estabelecimentos.

O mundo inteiro vem sofrendo com os impactos sociais, econômicos e psicológicos da pandemia de Covid-19, causada pelo agente coronavírus. A situação de emergência em saúde pública em âmbito internacional foi declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 30 de janeiro de 2020.

No Brasil, alternativas para não inviabilizar o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS), vem sendo adotadas pelos governos estaduais e municipais, mesmo em descompasso com relação as ações do Governo Federal.

Com a exoneração do ex-Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o governo Bolsonaro deve adotar uma política de relativizar a situação da pandemia no Brasil.

Na contramão do Governo Federal, um decreto publicado pela Prefeitura de Ituiutaba na última quinta-feira (16.abr.2020) e com início de validade nesta sexta-feira (17.abr.2020), determina o isolamento de pessoas do grupo de risco.

O Decreto 9.393/2020 também determina que as aulas na rede pública e privada no município também continuem suspensas. O alvará de funcionamento de casas de shows, boates, salões de dança, exposições, congressos, seminários, shoppings, cinemas, teatros, academias, parques diversão. (Veja a lista completa).

As atividades que comercializam alimentos preparados podem operar, desde que tenham sistema de Delivery (entrega em domicílio) ou que, de forma ordenada e sem aglomerações, orientem os clientes a adquirir os produtos e consumir em casa.

Algumas atividades continuam com permissão de funcionamento:

Indústria de fármacos, farmácias e drogarias, hipermercados, supermercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, padarias, quitantes. Distribuidoras de gás, postos de combustíveis, oficinas mecânicas ou borracharias, restaurantes às margens das rodovias, cadeia industrial de alimentos, construção civil, setores industriais, atividades agroindustriais, óticas, salões de beleza, loja de embalagens. (Veja a lista completa).

Os estabelecimentos comerciais com autorização para funcionamento, deverão adotar medidas que evitem aglomerações e exigir que os consumidores utilizem máscaras de proteção.

Durante o prazo de vigência do decreto — até 27 de abril de 2020— as empresas autorizadas a funcionar não poderão anunciar promoções ou descontos em produtos e/ou serviços. O objetivo é evitar aglomerações.

Casos de Covid-19 em Ituiutaba

Atualmente, Ituiutaba conta com 207 casos suspeitos de infeção viral pelo novo coronavírus. Um caso já foi confirmado.

Trabalho de contingenciamento e prevenção ao COVID-19 em Gurinhatã continua

Bombeiros resgatam cascavel em residência no Santa Edwiges em Ituiutaba